Académica – Começar aos solavancos e chegar ao 2.º lugar no fim da 1.ª volta

Posted by

Desde cedo que o objetivo assumido foi claro: subir à 1.ª Liga. A equipa da Académica versão 2017/2018 reforçou-se e contratou Ivo Vieira para voltar ao escalão maior do futebol português. Os reforços foram chegando e quando, ainda em julho, a Briosa foi eliminada pelo Arouca da Taça da Liga (nas grandes penalidades) ainda a caminhada ia no início e o plantel ainda tinha muitos setores para fechar.

Veio o campeonato com uma deslocação ao terreno do Ac. Viseu e, num jogo que terminou com acusações de parte a parte, a Briosa até começou a vencer mas saiu derrotada. Mas logo depois viria a vencer em casa, a equipa B do Braga, e a somar duas derrotas seguidas com as deslocações aos terrenos do Santa Clara e do U. Madeira e um empate em casa com o Gil Vicente.

Foi no jogo com a equipa de Barcelos que Ricardo Dias se estreou pelos estudantes e que, desde logo, mostrou ser uma peça mais importante no meio-campo academista. O jogador emprestado pelo Belenenses cedo se impôs e, com exceção às ausências por castigo, foi sempre titular.

Nesta altura, o lugar de Ivo Vieira chegou a ser contestado pelos adeptos – devido ao arranque inconstante – mas uma vitória categórica (0-3) frente ao V. Guimarães “acalmou” a massa adepta.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.