Politécnico continua a transformar empreendedores em empresários

Centenas de pessoas deslocaram-se ontem ao auditório do ISCAC | Coimbra Business School para testemunhar, ao vivo e a cores, o arranque da 15.ª edição do Poliempreende. O encontro ficou marcado pela entrega dos prémios aos vencedores da edição do ano passado do concurso, que desafia os alunos do Politécnico a transformarem ideias em modelos de negócio.
Marias&Me, projeto desenvolvido por uma antiga e uma atual estudante da Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC), foi distinguido com o 1.º prémio. Este negócio apresenta um caviar vegan, feito a partir de algas e de uma infusão de flores comestíveis, isento de substâncias como o glúten e a lactose.
TESty e Hi-Garden, ideias dinamizadas por dois grupos da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC) e Escola Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC), respetivamente, foram os dois projetos que compuseram o pódio.

Rede nacional
de empreendedorismo
Ontem, o auditório “rebentou as costuras” para acolher estudantes e docentes, que não quiseram perder a abertura da 15.ª edição daquela que é, garante a coordenadora do projeto Sara Proença, “a maior rede nacional de promoção do empreendedorismo ao nível do Ensino Politécnico”. Cada vez mais procurado pela comunidade académica, o Poliempreende envolve um universo de 21 parceiros, 100 mil estudantes e sete mil docentes.
“Trabalhar por conta de outrem não é a vossa única alternativa. Sejam empreendedores e criem o vosso próprio emprego”, apelou Sara Proença. Sob o olhar atento dos jovens que marcaram presença no ISCAC, a responsável destacou a importância de estimular o espírito crítico e de iniciativa.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*