Candidatura de Cantanhede a Cidade Europeia do Vinho ficou pelo caminho

Posted by


A candidatura de Cantanhede, acompanhada pelas autarquias de Águeda, Anadia, Aveiro, Mealhada, Oliveira do Bairro e Vagos, não foi a escolhida para Cidade Europeia do Vinho 2018.
O júri da RECEVIN – Rede Europeia das Cidades do Vinho optou pela candidatura conjunta de Alenquer e Torres Vedras. O estatuto era ainda pretendido pelos municípios portugueses de Peso da Régua, Ponte de Lima, Viana do Castelo e Silves.
Em declarações ao DIÁRIO AS BEIRAS, minutos após a decisão ser conhecida, em Bruxelas, a presidente da Câmara de Cantanhede, Helena Teodósio, referiu que “Cantanhede e a Bairrada apresentaram-se considerando que era uma excelente candidatura e a região merecia ser recompensada, pela qualidade dos nossos vinhos, espumantes, adegas e quintas”.
“Considerávamos que era importante para a região. Temos tantas medalhas e produto reconhecido nacional e internacionalmente, tantas formas de divulgar os nossos excelentes vinhos e espumantes, com feiras e festas, e todos os nossos parceiros consideraram que foi uma boa apresentação, mas o júri assim não entendeu”, afirmou a edil.
No entanto, com ou sem estatuto, “este resultado não vai impedir de continuar na divulgação nem demover de todas as iniciativas que já tínhamos agendadas”. Afinal, são 72 as iniciativas previstas para o próximo ano em torno do vinho.
A representar a candidatura estiveram, para além da autarquia de Cantanhede, estiveram ainda o vice-presidente da Câmara de Anadia, Jorge Sampaio, o vereador da Câmara da Mealhada, Nuno Canilho, e o presidente da Câmara Aveiro, Ribau Esteves.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*