Reforço de 104 bombeiros no distrito de Coimbra

Foto DB-Luís Carregã

O dispositivo de combate a incêndios foi prolongado e reforçado até ao dia 15 de novembro, na sequência das previsões meteorológicas adversas e da manutenção do risco elevado de incêndios florestais. No distrito de Coimbra estão disponíveis, a partir de hoje, mais 28 equipas, num total de 104 bombeiros em prontidão.
Os operacionais integram equipas de combate a incêndios, compostas por cinco elementos, e equipas logísticas de apoio ao combate (de dois elementos), e estão distribuidos pelos vários concelhos do distrito.
Denominada “Echo”, esta fase, que começa hoje e se prolonga até dia 15, conta com dois comandantes de permanência às operacões, disponíveis para atuar em qualquer ponto do distrito. Além disso, mantém-se os dois helicópteros ligeiros com brigada do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR, no Centro de Meios Aéreos da Lousã e em Cernache.
O reforço é feito com a disponibilidade de voluntariado demonstrada pelas corporações de Brasfemes, Cantanhede, Coimbra, Coja, Condeixa, Figueira da Foz, Góis, Lagares da Beira, Lousã, Mira, Miranda do Corvo, Montemor-o-Velho, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Serpins, Soure, Tábua, Vila Nova de Oliveirinha e Poiares.

Mais informação na edição impressa doa dia 1 de novembro de 2017

One Comment

  1. Quem lê até pensa que é verdade. Reforço neste caso, significa manutenção de….
    Reforço era se houvesse mais 104 bombeiros do que em relação ao período anterior. O que não é verdade.

    Foram agora de repente arranjar 104 bombeiros! Estavam todos de férias! ahah… notícias para encher jornais

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*