Marcelo “muito impressionado” com o que viu na Tocha

Foto DR

O Presidente da República esteve ontem na Tocha, Cantanhede, onde visitou a Sanindusa, empresa portuguesa de cerâmica sanitária que ardeu por completo, no passado dia 15 de outubro. Marcelo Rebelo de Sousa ficou “muito impressionado” por ver que os empresários “já têm metas muito definidas” para a recuperação da fábrica, que teve 25 milhões de euros em prejuízos.

Durante a visita, na Zona Industrial da Tocha, acompanhada em exclusivo pelo DIÁRIO AS BEIRAS, o Presidente da República caminhou entre os destroços daquela que era, há menos de um mês, uma das unidades mais modernas da região.

No final, prometeu que voltará a 22 de maio para inaugurar um pavilhão e ver a fábrica a trabalhar de novo. “É muito impressionante e tem um mérito enorme, menos de um mês depois já há metas concretas, até já marcámos datas”, disse o chefe de Estado, sublinhando a “determinação de quem gere esta empresa”.

Informação completa na edição impressa

2 Comments

  1. Zé da Gândara says:

    O Célinho desta feita foi espalhar afectos junto dos proprietários da Sanindusa 🙂 Quando há afectos a espalhar e além da populaça que viu a sua vida queimada num ápice por via da deflagração espontânea de um incêndio, existem esses novos santos da era moderna que hoje em dia são levados ao colo pelo poder, o Célinho faz um zigue-zague e um drible que deixaria o Cristiano Arnaldo da Madeira com os olhos pregados no chão, tamanha não é a perícia do Célinho Mr. Afectus 🙂

  2. Zé da Gândara says:

    A dita "fábrica" que usaria tecnologia de ponta, não se terá esquecido de ter um plano de contingência preventivo de modo a salvaguardar-se de riscos industriais e ambientais? 🙂

    Se existisse, a meu ver, um perímetro em torno da fábrica devidamente desmatado e sem árvores e/ou outra espécie de combustível, teria a dita "fábrica" ardido? 🙂

    Será que por lá já alguém ouviu falar em gestão de combustíveis e em riscos ambientais e industriais e sua gestão? 🙂

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.