Pessoas são os motores da resiliência das regiões

Posted by

FOTO DR

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, defendeu ontem que as pessoas é que fazem as cidades e as regiões resilientes, a par de uma boa liderança e de uma estratégia integrada.

“O que faz as regiões e as cidades serem resilientes são sobretudo as suas pessoas, a liderança e o ter uma estratégia integrada. É respeitar os recursos e as pessoas do território, o que chamamos os recursos endógenos, e desenvolvê-los de forma inovadora”, sustentou.

Na sua intervenção na Semana Europeia das Regiões e das Cidades, que decorre em Bruxelas até amanhã, Ana Abrunhosa destacou a importância de se diversificar a base económica das regiões, por entender que “apoiar toda a estratégia num só setor é muito arriscado”. “E depois é fazer a ponte e o casamento entre o conhecimento e a sociedade. Portanto, as redes que criam sinergias e que formam os pequenos em grandes”, acrescentou.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*