“Há muitos casos de violência sexual encobertos nas festas académicas”

“Há predadores sexuais que vêm para a cidade de Coimbra na altura das festas académicas”. O alerta foi lançado por Irma Brito, coordenadora do projeto “Antes que te Queimes”, da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESenfC), que ontem assinalou 10 anos de atividade.

“As festas estudantis são cenários de alto risco devido ao consumo abusivo de álcool e outras drogas”, lembrou a responsável, mostrando -se “preocupada”. No recinto, explicou, o local de eleição é a zona das casas de banho: “é lá que eles observam e escolhem as vítimas”. Mas mesmo fora do queimódromo, os estudantes são alvos.

“A capa permite que muitos durmam na rua e ficam expostos a estes predadores”, salienta a coordenadora.

“Há imensas situações de violência sexual encobertas nestas festas, porque as vítimas assumem a culpa e raramente desabafam com alguém”, sustenta, revelando que durante as ações do projeto tomaram conhecimento de casos em que “estudantes que estavam a assistir aos concertos foram agarradas e levadas para a beira-rio” e também casos de “homens abusados sexualmente por outros”.

(Ler reportagem completa na edição do Diário As Beiras em papel)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*