“Ecossistema de inovação vibrante” em Coimbra

Posted by

FOTO DR

É apresentada hoje, pelas 18H00, a alphaCoimbra. A sessão decorre na Praxis Coimbra e contará com dois convidados especiais: Filipe Araújo (vereador de Inovação da Câmara Municipal do Porto) e Pedro Rocha Vieira (CEO da Beta i).

Em entrevista ao Diário As Beiras, o presidente Rui Nuno Castro apresenta os objetivos desta associação que já reúne cerca de 60 empreendedores de Coimbra.

Quais são os principais objetivos da AlphaCoimbra?

A alphaCoimbra pretende conferir sustentabilidade a uma comunidade de empreendedores que existe e tem demonstrado ser bastante dinâmica, mas que ao longo do tempo tem dependido das pessoas que individualmente ou em pequenos grupos têm tido essas iniciativas. Isso determina que as iniciativas ficam reféns da disponibilidade e da condição dessas pessoas o que se tem provado que invariavelmente leva à sua descontinuidade, em prejuízo da comunidade. A complementaridade e a sintonia entre as iniciativas da comunidade e as iniciativas de génese institucional permitirão dar um novo impulso a Coimbra. Por outro lado, temos mais dois desafios a que queremos dar resposta com alguns compromissos que também assumimos com a comunidade através do nosso manifesto. São eles o da comunicação e do crescimento.

Na área da comunicação, pretendemos refrescar a forma como Coimbra comunica e afirmá-la como um ecossistema de inovação vibrante. A região de Coimbra é e sempre será inovadora. É imperioso comunicar melhor a sua capacidade única de gerar conhecimento e de se reinventar através da aplicação desse conhecimento. O desafio do crescimento é entendido como determinante para promover um desenvolvimento sustentável do ecossistema e consideramos que isso será possível através de uma atracção contínua de novos recursos. Coimbra é pioneira no empreendedorismo de base científica e alcançou já resultados notáveis. Coimbra não deve pretender ser Silicon Valley, nem Londres, nem Berlim, nem sequer Lisboa. Deve competir globalmente com as cidades inovadoras de média dimensão.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*