Costa visita unidade de queimados em Coimbra e reúne-se com autarcas da região

Posted by

FOTO DR

O primeiro-ministro desloca-se esta manhã à Unidade de Queimados de Celas dos Hospitais Universitários de Coimbra, onde se encontram alguns dos feridos dos incêndios de domingo e reúne-se depois com autarcas dos distritos de Coimbra e Viseu.

Fonte do gabinete do primeiro-ministro referiu à agência Lusa que António Costa chegará à Unidade de Queimados de Celas dos Hospitais da Universidade de Coimbra por volta das 10:45 de hoje e que ali contactará com alguns dos feridos dos incêndios de domingo.

Ainda antes do almoço, António Costa seguirá para a Lousã, onde se reunirá na Câmara Municipal deste concelho do distrito de Coimbra com os autarcas das zonas mais afetadas pelos incêndios de domingo.

Na reunião, segundo o gabinete do primeiro-ministro, estarão os presidentes das câmaras da Lousã, Arganil, Góis, Vila Nova de Poiares, Penacova e Lousã.

Ao início da tarde, em Oliveira do Hospital, o primeiro-ministro reúne-se com os presidentes da Câmara de Oliveira do Hospital, Santa Comba Dão, Tábua e Mortágua.

One Comment

  1. Zé da Gândara says:

    Este tipo ainda vai ficar para a história como o Salvador Allende tuga, uma vez que, ao que se assistiu um dia destes numa comunicação ao país, já vimos que por cá temos também o Pinochet tuga (que de resto nunca me enganou com as suas malabarices dignas de artista de circo)… O mal dele (do Costa) é mesmo querer ser concordato e procurar dar-se bem com todos, mesmo com aqueles a quem ele dá a mão e que na volta o apunhalam sem dó nem piedade pelas costas, sem olhar a meios para atingir os fins a que se propõem, nem que para isso o façam da maneira mais sórdida (decalcada de qualquer ditador sanguinário de maus-fígados da casta do Jonas Savimbi que depois de vestir os Angolanos com t-shirts do seu material de campanha e perdidas as eleições, partiu para uma guerra civil que dizimou sem dó nem piedade esses mesmos Angolanos)…
    Fosse este tipo (o Costa) um nadinha mais truculento e menos concordato, depois de Pedrógão Grande, teria procurado montar uma verdadeira montaria para apanhar um por um os bandalhos que conceberam e engendraram isto… Sim, porque isto não foi obra da Natureza e nem tão-pouco, obra do desmazelo e negligência humana… E confirmasse-se que houvesse não nisto de determinada agremiação política, dever-se-ia proceder à ilegalização dessa agremiação política e deveria ser dada ordem de prisão a todos os membros da mesma organização / agremiação política, em sede de julgamento sumário onde deveria ser igualmente determinado o arresto de todos os bens e activos detidos pelos membros dessa agremiação e dos seus familiares directos, como forma de ressarcir aqueles que ainda cá ficaram para poder reclamar prejuízos… Mas para isso era necessário que este indivíduo fosse da casta do Afonso Costa… O que é pena porque este tipo é bondoso em demasia…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.