A “Escola de Coimbra” vai estar em debate em Encontro de Arquitetura

Posted by

A “Escola de Coimbra” estará no centro do debate que irá acontecer no Encontro de Arquitetura agendado para esta quinta-feira, 14 de setembro, e destinado a assinalar o início do ano letivo no Departamento de Arquitetura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC). O encontro, organizado pelo Departamento de Arquitetura da Universidade de Coimbra (DARQ), com curadoria de João Mendes Ribeiro, irá realizar-se no auditório da Reitoria da UC, entre as 09H00 e as 18H00. Evento destina-se a todos os interessados nas áreas alargadas da arquitetura e da intervenção urbana. A entrada é livre.

De acordo com João Mendes Ribeiro, este encontro, passados quase 30 anos desde a criação do curso de Arquitetura na FCTUC, no ano de 1988, “tratará exatamente da relação entre a formação e a prática profissional em Coimbra”.

Depois de um primeiro ciclo de conferências realizado em 1996 na Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, a que se chamou “A Escola de Coimbra”, refere o arquiteto, que também é docente do DARQ, a intenção é “retomar agora esse ciclo para equacionar a existência de uma Escola de Coimbra e refletir acerca do lugar que ela ocupa”.

Para tanto, foram selecionados um conjunto de ateliers – Atelier do Corvo, Atelier R&B, BRANCO-DEL RIO Arquitectos, COMOCO Arquitectos, Jorge Teixeira Dias, Luísa Bebiano, Pedro Brígida e Orange Arquitectura –, cujos responsáveis irão testemunhar, ainda de acordo com João Mendes Ribeiro, “a prática regular e qualificada, preconizada por um conjunto de arquitetos sediados na cidade ou formados no Departamento de Arquitetura da Universidade de Coimbra”. O que constitui o “pretexto ideal” para promover essa reflexão, “partindo da observação do percurso de cada arquiteto ou atelier, para considerar a existência de uma identidade comum”.

O Encontro de Arquitetura – A Escola de Coimbra tem, portanto, o objetivo de dar a conhecer a produção arquitetónica dos oito ateliers selecionados e, assim, “demonstrar a importância das novas gerações na produção de arquitetura qualificada na cidade e no país”. Pretende ainda, de acordo com o curador do encontro, “sublinhar o lugar conquistado pela Escola de Coimbra na geografia da arquitetura nacional, mas também a sua importância para a cidade de Coimbra, cuja eventual transformação a partir da existência do Departamento de Arquitetura interessa discutir”.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*