Troféu Crédito Agrícola levou milhares ao Estádio Cidade de Coimbra

O ambiente foi de festa ontem no Estádio Cidade de Coimbra, numa noite em que só a lotaria dos penáltis estragou o as comemorações da Académica. O Tondela foi mais eficaz na marca dos onze metros e levou para casa o “caneco” da 3.ª edição do Troféu Crédito Agrícola.

(Reportagem Fotográfica de Luís Carregã)

 

Luisinho, extremo que representou o Ac. Viseu na temporada passada, e Djoussé, avançado emprestado pelo Marítimo, foi as grandes novidades da partida, em que Ki, Guima e Yuri voltaram a destacar-se perante sócios e simpatizantes da Académica.

O novo técnico do “estudantes”, Ivo Vieira, sentou-se no banco do estádio pela primeira vez, quando faltam poucos dias para o primeiro jogo “a doer” da época 2017/18, agendado para este sábado, e que vai opor Académica e Arouca.

Esta terça-feira, e depois da festa de apresentação no Jardim da Sereia, os adeptos voltaram a provar o seu compromisso com a equipa. A Mancha Negra foi incansável no apoio aos “pupilos” de Ivo Vieira, procurando, ao durante quase duas horas, empurrar a equipa para a vitória.

A conquista do troféu acabou por fugir a pouco mais de seis minutos do final, quando, através de um livre direto, Murilo estabeleceu o empate, anulando a vantagem trazida pelo golo do sul-coreano Ki, a 15 minutos do apito para o intervalo.

Nas grandes penalidades, Diogo Ribeiro e Luisinho – estreia ingrata para o extremo que passou pelas camadas jovens da Briosa – vacilaram e permitiram que o Tondela saísse de Coimbra com o troféu.

No final, as bancadas esqueceram o desaire e aplaudiram com entusiasmo o conjunto liderado pelo técnico madeirense Ivo Vieira.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*