Novo balanço: 62 mortes no fogo de Pedrógão Grande

Posted by

Um novo balanço do incêndio dá conta de 62 mortos, disse hoje o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.

Segundo o membro do Governo, 60 mortes estão diretamente ligadas ao incêndio e dois outros resultaram de um acidente de automóvel, também na zona – que Jorge Gomes admite também poder ter tido origem nas condições induzidas pelo incêndio.

O número de feridos é agora de 54. Entre estes, há oito bombeiros feridos, quatro dos quais em estado grave, especificou Jorge Gomes.

Os números têm sido actualizados, no local, ao longo da manhã.

“Sempre que venho ter connosco infelizmente trago um número que tem aumentado: temos 62 mortos sendo que dois deles são vitimas de um acidente rodoviário na mesma via”, afirmou Jorge Gomes, em declarações aos jornalistas no local.

Sobre o incêndio, o secretário de Estado afirmou que se mantêm as quatro frentes ativas, duas delas a arder “com muita violência” e duas em que os bombeiros estão a conseguir ganhar terreno.

No entanto, Jorge Gomes alertou que as autoridades estão muito preocupadas porque se estão a levantar ventos cruzados, situação que se verificou no sábado e que terá estado na origem deste grande incêndio que deflagrou em Pedrogão Grande.

Sobre a origem do incêndio, o governante afirmou que, numa primeira análise, a Polícia Judiciária transmitiu que “foi um raio de trovoada seca que rachou uma árvore” e terá começado aí o incêndio que ainda lavra com violência.

Questionado sobre as dificuldades sentidas no combate ao fogo, Jorge Gomes diz que estão a ser utilizados os meios que as circunstâncias permitem e, depois de os meios aéreos não terem podido atuar logo desde as 08:00 devido a uma cortina de fumo, um Canadair espanhol já está neste momento no local.

“Estamos a lutar, os nossos operacionais de excelência estão a lutar e vamos vencer esta luta”, afirmou.

Sobre a área ardida, Jorge Gomes disse que já foi feita uma primeira vistoria mas uma análise mais minuciosa terá de esperar.

“Cada coisa a seu tempo, há uma coisa que neste momento é fundamental: que nenhum operacional sofra qualquer acidente, e que ninguém mais dos nossos cidadãos deixe de estar protegido”, apelou.

Jorge Gomes acrescentou que no local estiveram membros da comissão parlamentar de Agricultura, que possui um grupo de trabalho para os incêndios, que vieram transmitir a sua solidariedade.

De acordo com o último balanço, o incêndio que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande causou ainda 54 feridos.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*