Governo apresenta em maio solução para o Metro Mondego

Posted by

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, disse ontem em Coimbra que, em maio, deverá apresentar a solução técnica proposta pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) para o ramal ferroviário da Lousã, no âmbito do projeto Metro Mondego.
“Estamos a analisar a solução técnica relativamente ao Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM), embora o LNEC esteja ainda a fazer algumas afinações no seu trabalho ao longo do mês de abril”, disse o governante
Lançado em Coimbra, em 2006, pelo então ministro das Obras Públicas, Mário Lino, e pela secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, atual ministra do Mar, o SMM abrange o canal do Ramal da Lousã e uma futura ligação urbana entre a Baixa de Coimbra e a zona dos hospitais.
O Ramal da Lousã, entre Serpins e Coimbra, com passagem pelo concelho de Miranda do Corvo, funcionava desde 1906 e foi encerrado há sete anos para obras que visavam a instalação de um sistema de metro, o qual deveria circular na ferrovia centenária e num novo circuito urbano a construir em Coimbra, mas as obras pararam pouco tempo depois por razões financeiras.
Pedro Marques adiantou que no próximo mês espera “poder conversar com as autarquias e apresentar as soluções técnicas, mas também as suas fontes de financiamento, porque as coisas têm de andar a par”.
Salientando que o SMM continua a ser uma “prioridade” do Governo, o ministro do Planeamento e Infraestruturas disse, no entanto, que se trata de “um projeto tecnicamente muito complexo”.
A entrega ao Governo deste segundo estudo do LNEC deveria ter ocorrido em finais de janeiro, mas foi depois adiada duas vezes, para 28 de fevereiro e 31 de março, o que motivou uma tomada de posição do município da Lousã.
Um primeiro estudo, que se revelou inconclusivo, tinha sido encomendado pelo Governo de Pedro Passos Coelho.

Notícia completa na edição impressa de hoje

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*