“Firmes” com responsáveis das cheias em 2016

Posted by

Foto Arquivo-Carlos Jorge Monteiro

 

A oposição na Câmara de Coimbra quer que a autarquia adote uma posição firme em relação aos responsáveis pelas inundações na cidade em janeiro de 2016.

“Espero que o município adote uma posição firme e ativa em relação às indemnizações” que lhe são devidas pelos responsáveis das inundações do início do ano passado, disse durante a sessão do executivo camarário, o vereador José Augusto Ferreira da Silva, eleito pelo movimento Cidadãos por Coimbra (CpC).

“A Câmara não pode ter tibieza nem complacência”, sustentou o eleito do CpC, que intervinha na sessão camarária, a propósito do relatório da Ordem dos Engenheiros (OE) sobre as cheias no Mondego, em Coimbra, em 11 de janeiro de 2016, divulgado na semana passada. As normas de exploração da barragem da Aguieira, no rio Mondego, “não foram cumpridas”, afirma o relatório, citado pelo vereador.

 

Notícia completa na edição impressa de hoje

2 Comments

  1. Henrique Costa says:

    Será que se lembram da resposta da APA quando a CMC os criticou? Ainda gozaram! Quando temos um governo que vive para a função pública, não é de esperar que estes sejam responsabilizados por coisa alguma!

  2. Zé da Gândara says:

    Ilustres amigos,

    Vivemos em Portugal, o país onde a culpa fica para tia e para vestir os santinhos para acabar a morrer solteira! É nisso que somos bons por cá… Se porventura se aplicasse a justiça com firmeza e ao abrigo do princípio da imparcialidade que deveria reger a administração da justiça, tínhamos meio Portugal a ver o sol aos quadradinhos… Era um problema social e até demográfico e conduziria ao colapso do Estado… Caricatural mas é assim mesmo… E independente da cor política… Aliás… Políticos e capos… Alguém sabe a diferença?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*