Utentes de Vinha da Rainha e Samuel “protestam” na extensão de saúde de Granja

Posted by

Desde março último que os utentes das extensões de saúde de Vinha da Rainha e de Samuel são encaminhados para a unidade congénere de Granja do Ulmeiro em consulta de atendimento complementar, deixando de ser atendidos no Centro de Saúde de Soure, o que implica uma deslocação muito maior e mais problemática para uma população envelhecida, com problemas de mobilidade e escassos recursos.
Depois de sucessivas tentativas para alterar a decisão tomada a nível central no âmbito da reorganização dos serviços de saúde para a zona norte do concelho de Soure, com iniciativas das respetivas juntas de freguesia – moção, abaixo-assinado –, um grupo de cerca de seis dezenas de utentes das freguesias de Vinha da Rainha e de Samuel estiveram, ontem, logo pela manhã, a “utilizar” os serviços da extensão de saúde de Granja do Ulmeiro, numa ação de protesto que não é muito habitual.
Cansados de não conseguirem fazer ouvir as suas razões, os utentes das extensões de saúde de Vinha da Rainha e de Samuel deslocaram-se a Granja do Ulmeiro – “os que podem e têm ainda essa mobilidade”, como fizeram questão de sublinhar populares e autarcas – para que a decisão da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC) seja revertida e os serviços médicos e de enfermagem possam voltar a ser prestados no Centro de Saúde de Soure.

Notícia completa na edição impressa de hoje

One Comment

  1. Realmente é de lamentar que os dirigentes de instituições publicas não venham ao terreno analisar as condições das populações e tomem medidas avulso sem o minimo conhecimento do que se passa no terreno. Do alto dos seus gabinetes as contas até podem ser certeiras mas não podem nem devem esquecer os mais necessitados e todos quantos vivem uma realidade de parcos recursos, com salários/pensões minimas sem possibilidade de pagar taxas moderadoras e medicamentos, quanto mais terem de pagar transportes quando têm à porta de casa meios fisicos e humanos capazes de satisfazer as suas necessidades. Haja bom senso.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*