Estudo defende criação de transportes públicos em Coimbra durante a madrugada

Posted by
FOTODB/ LUÍS CARREGÃ

FOTODB/ LUÍS CARREGÃ

Um estudo sobre os transportes públicos em Coimbra preconiza a criação de três linhas de autocarros em funcionamento durante a madrugada, período em que, sustenta, falta oferta, apesar de a cidade ter “uma vida noturna bastante vincada”.

A proposta consta do ‘Estudo de reestruturação da rede de transporte coletivo de passageiros dos SMTUC [Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra] e de avaliação do seu impacto no sistema de mobilidade do concelho de Coimbra’, que vai ser apresentado na próxima reunião do executivo municipal, agendada para segunda-feira.

De acordo com o projeto, as novas linhas, com frequência de uma hora, nuns casos, de 30 minutos noutros, assegurariam ligações entre a Praça da República, na Alta da cidade, e as zonas da Solum, do Polo II da Universidade e dos Covões, na margem esquerda do Mondego.

“Devido ao grau de procura esperado para uma rede deste tipo e obviamente tendo em conta aspetos financeiros, a rede de madrugada deverá ser efetuada em carrinhas de nove lugares”, sublinha o estudo, citado numa nota da Câmara de Coimbra hoje divulgada.

O estudo, da responsabilidade da TRENMO, uma consultora de transportes e território, advoga também “alterações de traçados, revisão dos horários e tempos de percurso e mesmo supressão integral de linhas e variantes de linhas (mas com integração das suprimidas noutras linhas)”, acrescenta a mesma nota.

“Contas feitas, se os SMTUC adotassem todas as alterações”, os seus veículos passariam a percorrer menos cerca de 370 mil quilómetros por ano (equivalentes a uma redução de cerca de 6,5%), isto é, a distância total coberta anualmente baixaria dos atuais mais de 5,7 milhões de quilómetros para 5,4 milhões de quilómetros.

O estudo, que foi encomendado pelo executivo municipal anterior, apoia-se, no entanto, em dados referentes 2012 e 2013, sublinha a Câmara.

Desde daquela altura, a rede de transportes públicos de Coimbra, que “tem vindo a ser reestruturada, principalmente com base em opções desenvolvidas pelos próprios SMTUC”, reduziu, em 2015, a distância percorrida para cerca de 5,3 milhões de quilómetros, assegura a autarquia.

O documento da consultora contém ainda “outras sugestões de alterações que já foram adotadas pelos SMTUC, nomeadamente no que ao tarifário diz respeito”, refere a Câmara.

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.