Inundações e prejuízos de vulto na segunda cheia em menos de um mês

Posted by

 

Foto de Carlos Jorge Monteiro

Foto de Carlos Jorge Monteiro

A noite de ontem foi “mais sossegada” do que se previa. Ainda assim, os diques do Mondego abriram e todo o campo, a jusante de Coimbra, ficou inundado.

Na cidade e nas povoações ribeirinhas, a montante, a situação estabilizou, ontem, com a redução dos caudais do Mondego e dos afluentes Ceira e Alva.

O rescaldo de mais uma cheia – a segunda do ano, quando ainda nem a meio de fevereiro chegámos – voltou a fazer soar trombetas de alerta.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*