Opinião – Crónica de férias à beira mar

Posted by
Hélder Rodrigues

Hélder Rodrigues

1. A cidade do amor

Aquela hora da manhã a praia ainda estava adormecida. Estendi a toalha e fiquei em silêncio escutando o murmúrio das ondas. Reflectia num novo tipo de Crónicas que fossem ao encontro dos leitores de As Beiras em tempo de férias, quando de repente fui interrompido nos meus pensamentos.
-Donde é você, perguntou ela de forma displicente.
-Sou da cidade do amor, respondi-lhe eu com voz nostálgica.
-Do amor? Foi coisa que nunca encontrei na vida!
-Talvez nunca o tivesse procurado! Às vezes temos o amor à nossa frente e não damos por ele.
-Não me diga que é do Porto! respondeu com voz doce, procurando descontraída na bolsa de praia a embalagem azul de de body milk.
– Se me permite, dou-lhe outra pista, respondi eu. Sou da cidade da solidariedade, da amizade e dos afectos!
-Você tem um vocabulário estranho, que me agrada. Não conheço nenhuma cidade com essas características. Senão ia para lá viver! Retorquiu ela enquanto dava suaves massagens com o creme, nas pernas musculadas fruto de muitas horas de ginásio.
-Última pista, antes que desista. Sou da cidade dos estudantes!
-Bingo! E abrindo um sorriso aberto, disse feliz: Coimbra!

2. Tínhamos andado pelos mesmos sítios

Também ela tinha sido estudante de Coimbra, a apresentação estava feita, tínhamos andado pelos mesmos sítios, vivido experiências semelhantes, amigos comuns. Fomos à Esplanada da Tamargueira. Tomámos uma coca-cola fresquinha com uma rodela de limão.
E, enquanto saboreávamos um magnum classic, confessou-me: -Quando você disse cidade do amor, da solidariedade e dos afectos vi logo de que cidade estava a falar! Mas estava a gostar daquilo que dizia e sobretudo da forma apaixonada como o dizia!

3. Logo à noite vamos matar saudades

Logo à noite vamos a Coimbra, matar saudades, ao prestigiado Festival das Artes, ouvir a Orquestra Clássica do Centro, que com certeza nos vai brindar com mais um magnífico concerto, como é seu timbre.
Depois, mais tarde, logo se vê!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*