Presidente de S. Tomé critica deputados portugueses

Posted by

sao tome

O Presidente são-tomense, Manuel Pinto da Costa, considerou hoje que a presença em São Tomé e Príncipe de deputados de Portugal é uma autêntica vergonha e contribuíram para “sujar o nome” do país com pretensões que não são as do povo.

“O povo são-tomense não percebe como gente de países amigos vem a São Tomé e Príncipe – deputados de Portugal do PS e PSD -, mas estou convencido que não foram os partidos que os mandaram”, disse o Presidente em declarações aos jornalistas depois de ter votado numa secção de voto em Pantufo, no distrito de Agua Grande.

No entanto, o Presidente considerou que a presença dos deputados “não vai perturbar as relações com Portugal, mas é uma autêntica vergonha que tenham contribuído para sujar o nome de São Tomé e Príncipe com pretensões que não são as do povo”.

Algumas figuras portuguesas como o juiz Rui Rangel, o ex-ministro da Administração Interna Rui Pereira ou os deputados socialistas Mário Ruivo e João Portugal, Nuno Serra, do PSD, e José Ribeiro e Castro, do CDS-PP, subscreveram um manifesto em defesa da democracia em São Tomé e Príncipe.

Os quatro deputados integraram mesmo a comitiva do candidato a primeiro-ministro da Ação Democrática Independente (ADI), Patrice Trovoada, no seu regresso ao país, dois anos depois de ter sido afastado do poder por uma moção de censura.

One Comment

  1. Abilio Ferreira says:

    S.TOMÉ NÃO É MAIS COLÔNIA PORTUGUESA O QUE É QUE DEPUTADOS PORTUGUESES TEM QUE METER O BEDELHO EM POLÍTICA INTERNA DE S.TOMÉ? TEM GENTE QUE SE ACHA COM AUTORIDADE EM ASSUNTOS QUE NÃO LHE DIZEM RESPEITO.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*