Águas do Mondego investiu 146,9 milhões de euros na zona Centro

Posted by
Foto Gonçalo Manuel Martins

Foto Gonçalo Manuel Martins

O Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais do Baixo Mondego-Bairrada foi criado em julho de 2004 com o objetivo de satisfazer as necessidades da população da região ao nível da quantidade e qualidade da água de abastecimento e do tratamento das águas residuais.

A concessão para a construção, exploração e gestão do sistema foi atribuída, por um período de 35 anos, à Águas do Mondego, S.A., empresa que resulta da parceria entre a Águas de Portugal e os municípios de Ansião, Arganil, Coimbra, Condeixa, Góis, Leiria, Lousã, Mealhada, Mira, Miranda do Corvo, Penacova, Penela e Vila Nova de Poiares, os quais, além de acionistas, são também utilizadores do sistema. No entanto, na última Assembleia-Geral, os acionistas aprovaram, por unanimidade, a exclusão do município de Mira.

Até ao final deste ano, a AdM ultimará o abastecimento de água a Leira. A empreitada “Subsistema da Mata do Urso”, com um investimento de três milhões de euros, está, neste momento, em curso, e inclui a construção de condutas, de uma Torre de Pressão, de uma Estação Elevatória, do Reservatório de Amor e da ETA do Paúl. As obras de abastecimento de água a Leiria começaram em 2007 e, até à data, já foram investidos cerca de 26 milhões de euros. Até ao final de 2014, a Águas do Mondego prevê concluir a empreitada “Subsistema da Mata do Urso”, que garantirá água de qualidade e quantidade aos 135 mil habitantes do município.

(Reportagem integral na edição impressa)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*