Prisão efetiva para assaltantes de funcionário dos CTT

Posted by

01 JULGAMENTO PENACOVA CJM 5

Seis anos e meio e cinco anos e três meses de prisão. Foi esta a sentença do coletivo de juízes do Tribunal de Penacova aos três homens, entre 26 e 33 anos de idade, acusados da autoria do crime de roubo ao funcionário dos CTT no centro da vila de Penacova.

Os três arguidos terão, desta forma, que cumprir prisão efetiva da pena, pois o presidente do coletivo confirmou que a gravidade dos factos não permite “a suspensão da sua execução”.

Refira-se que dois dos arguidos – Jercilander e Bruno – estão em prisão preventiva, assim devendo ficar até que a sentença transite em julgada. O terceiro arguido – Maurício – tem pulseira eletrónica, indo apenas mudar caso o seu advogado, António Lavoura, decida apresentar recurso da decisão.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*