Centro do Vale Glaciar do Zêzere com desconto para residentes em Manteigas

Posted by

CENTRO INT. VALE GLACIAR ZÊZERE

A proposta de regulamento de funcionamento do Centro Interpretativo do Vale Glaciar do Zêzere (CIVGLAZ), hoje publicada em Diário da República (DR), prevê um desconto de 50% para residentes em Manteigas e detentores de Cartão Júnior Municipal.

O ingresso individual é de 2,5 euros por adulto, mas aquele documento também propõe que os jovens dos 10 aos 18 anos e seniores a partir dos 65 anos paguem 1,50 euros e que a entrada seja gratuita para crianças até aos nove anos.

“Os possuidores de Cartão Municipal do Idoso e os Beneficiários de Apoio à Deficiência beneficiam de entrada gratuita”, lê-se no regulamento que define, ainda, o pagamento de 1,50 euros por pessoa para grupos organizados e de um euro por aluno (a partir dos 10 anos) e de 1,50 euros por professor ou acompanhante, quando em grupos escolares.

A proposta de regulamento de funcionamento hoje publicada em DR será submetida a apreciação pública, pelo período de 30 dias, e a posterior aprovação pela Assembleia Municipal de Manteigas.

O CIVGLAZ foi inaugurado no dia 4 de março deste ano, com o objetivo de aumentar a atratividade turística do concelho, segundo o presidente da Câmara de Manteigas, Esmeraldo Carvalhinho.

O equipamento, que custou cerca de 400 mil euros, está instalado numa antiga Casa do Guarda, junto do Viveiro das Trutas, no início do acesso ao Vale Glaciar do Zêzere, a partir de Manteigas, pretendendo ser uma espécie de “porta de entrada” para o vale, referiu o autarca.

O centro interpretativo tem por objetivo “habilitar o visitante a compreender a formação do Vale Glaciar, da glaciação até aos dias de hoje”, “servir de mecanismo orientador do visitante para a área geográfica do Vale Glaciar em particular e do concelho de Manteigas em geral” e “informar o visitante sobre a história de Manteigas, as suas gentes, os seus recursos e atividades”.

Possui vários equipamentos interativos e de multimédia, com destaque para uma sala onde o visitante pode fazer uma viagem num dirigível sobre o vale glaciar e ainda uma regressão ao passado até à época da sua formação.

Existe ainda a lareira da casa do guarda-florestal, que mostra, através de meios audiovisuais, as vivências passadas naquela casa e dos que nela habitaram.

Está também equipado com “Janelas do Passado e do Presente de Manteigas” para que o visitante olhe para a vila atual e também observe a localidade no início do século passado.

Através de quatro ecrãs interativos, podem ainda descobrir-se os habitats mais importantes do vale glaciar: Zona Superior, Zona Envolvente Intermédia, Zona Envolvente da Vila e o próprio rio Zêzere.

Por fim, existe uma mesa interativa que dá a conhecer toda a rede de percursos pedestres do projeto “Trilhos Verdes”.

Até ao dia 15 de setembro, o espaço está a funcionar, com um horário de verão, podendo ser visitado das 09H30 às 12H30 e das 14H00 às 18H00, de terça-feira a domingo, incluindo feriados.

Agência Lusa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.