Opinião – Naval

Posted by

PEREIRA DA COSTA

Pereira da Costa

Foi esta semana notícia estar a Naval impedida de participar no campeonato da Segunda Liga, por não ter apresentado os pressupostos financeiros necessários para participar na temporada de futebol profissional 2013/2014.

É conhecida a crise que o País atravessa a qual inevitavelmente se reflete nos clubes de futebol, todos eles a atravessar momentos difíceis acumulando avultados prejuízos, não sendo assim de estranhar que também a Naval esteja a passar por dificuldades.

Em comunicado ontem divulgado, veio a Naval 1.º de Maio dar conhecimento de ter informado a Liga Portuguesa Futebol Profissional da sua intenção em não participar nos campeonatos profissionais na próxima época, optando pela solução “não profissional”. Parece-me uma decisão realista e acertada.

Sempre tive a opinião que a Naval e a Figueira não têm estrutura para ter uma equipa de futebol na Primeira Liga e que seria um erro, porventura irremediável, persistir nesta ideia, por muito que tal satisfizesse o ego de alguns.

É mais razoável manter o clube a disputar campeonatos amadores, de futebol e outros, assim salvaguardando a prática do desporto pelos muitos jovens que diariamente frequentam as instalações na Naval, que amanhã serão o futuro do clube e da cidade.

Por isso, esteve bem a Câmara ao decidir a realização de obras nos campos de futebol junto ao Estádio Municipal, assegurando e motivando a manutenção de escolas de futebol para os jovens.

Aproveito o ensejo para sugerir maior abertura do clube à cidade, o que ajudaria à união dos figueirenses e navalistas em torno do clube conforme solicitado em tal comunicado, registando com agrado a informação deste constante de que o Presidente não abandonará o clube nestes tempos difíceis.

Força Naval.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.