Eu, deputado – Educação e Saúde Juvenil

Posted by

ANA-OLIVEIRA-PSDAna Oliveira

Existem várias medidas que o governo tem adoptado na área da educação para a saúde, às quais tenho dado destaque nesta rubrica, contudo existe uma área que tem ganho cada vez mais expressão e relevo, que se prende com a saúde juvenil.

Destaco estratégias importantes como a existência de uma parceria entre o IPDJ (Instituto português do desporto e da juventude) e a Direcção-Geral da Saúde, a redinamização de gabinetes de saúde juvenil ( um em cada capital de distrito), unidades móveis de promoção de saúde a funcionar (uma por região), e uma renovação do protocolo com APF (Associação para o Planeamento da Família), são algumas das acções que estão a ser adoptadas para promoção de saúde e prevenção de comportamentos de risco nos jovens.

Educar para a saúde consiste em dotar as crianças e os jovens de conhecimentos, atitudes e valores que os ajudem a fazer opções e a tomar decisões adequadas à sua saúde, bem como a saúde dos que os rodeiam, conferindo-lhes assim um papel preventivo e participativo nesta área.

Importa referir, que a saúde não depende exclusivamente da prestação de cuidados. A influência de uma educação para a saúde é determinante para a manutenção e para a promoção de saúde nos jovens.

Sem dúvida que, promover, estimular a opção por comportamentos saudáveis, prevenir comportamentos de risco, proporcionar e assegurar apoio continuado às crianças e jovens no que toca à saúde, são funções essenciais tanto do Ministério da Saúde como do Ministério da Educação.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*