Incidentes entre trabalhadores dos CTT

Posted by
Foto Carlos Jorge Monteiro

Foto Carlos Jorge Monteiro

O condutor de um veículo pesado dos CTT “quase” atropelou dois colegas numa passadeira junto ao Centro de Produção e Logística do Centro, em Taveiro. Este incidente ocorreu na última madrugada e obrigou mesmo à presença de elementos da GNR no local.

Segundo o coordenador da Beira Litoral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT), o gesto do condutor do pesado “é reprovável”, pois para além de “não ser solidário com a luta dos seus colegas, ainda colocou em risco a sua vida”.

Como tal, o dirigente sindical reprovou a sua atitude, ao mesmo tempo que elogiou a postura dos trabalhadores presentes que decidiram “invadir” a passadeira e, desta forma, impedir que os camiões com correspondência pudessem sair do centro de tratamento até às 06H30.

Versão completa na edição impressa

 

20 Comments

  1. nao querem trabalhar….malandros….trabalham das 8.30 ate ao meio dia e vao para casa…ganhando mais de 1000 euros por 3 ou 4 horas de trabalho….tendo depois outras profissoes…..presidentes da junta…..taxistas…etc….

    • Jose neves says:

      malandro é quem fala mal dos trabalhadores só um grande facista fala aqssim

      • Luis Sousa says:

        Cala-te!

        Quem quer trabalhar não pode ser impedido.

        E sim, quem se queixa mais é quem tem mais direitos.

        Por isso, cala-te!

    • ze maria says:

      Luis, esses foram os direitos adquiridos por eles, nada se pode fazer. agora andarem ao mesmo tempo a roubarem empregos a quem precisa nao posso concordar!!!! 1000 euros pode nao ser um grande salario, mas é o que eles escolheram para trabalho dedicaçao e suor!!! devem viver com isso, senao deem lugar a OUTROS!

    • Sr Luís, eles distribuem correio até cerca das 13:00 e depois de almoçar vão para a central mais próxima até às 17:00 ou mais depende da amplitude da zona onde trabalham, preparar a distribuição do dia seguinte e fazer o tratamento das encomendas que não entregaram por não haver ninguém em casa e das do dia seguinte. Informe se.

    • Zulmiro Almeida says:

      És mesmo BURRO! Ou provocador! Não sabes do que falas, cála-te meu porco sujo!

    • alfredo abreu silva says:

      Já mo meu tempo havia ovelhas ranhosas que furavam as greves e iam assinar pelas costas dos grevistas com a Administração aquilo que esta pretêndia , eram os PÓ de Talco, os amarelos, os lambe botas, em suma os ENGRAIXADORES DO PATRONATO, esses sim subiam de posto e eram bem vistos. Cambada de idiotas abraqm a pestana.

  2. Luís és rico? vives do teu trabalho? Sem ofensa, não deves ser uma pessoa bem formada, a tua opinião demonstra um fraco nivel intelectual.

    Caso ganhem 1000 euros é muito? Não sei se ganham, mas estão a lutar acima de tudo pela dignidade humana, A falta de cultura cria "monstros" como tu. Isso, é que os grandes senhores querem. Revolta-te contra os governantes, não te revoltes contra os trabalhadores.
    Revolta contra os B P N ; contra os B P P; que gastaram roubaram e agora tu pagas nós pagamos. Revolta-te contra as injustiças dos deputados, presidentes de câmara por 3 mandatos terem as reformas vitalicias. Tu podes descontar 40 e ainda te reduzem a tua parca pensão.

    • Luis, o Nuno tem razao. é verdade que sempre houve pessoas que nao querem fazer nenhum. mas nao se trata disso, a situaçao actual é dramatica para milhoes de pessoas. antes de fazeres comentarios desses lembra-te que ha milhares de crianças que sofrem e não têm ccilpa nenhuma. nao digas isso, nao sabes o que é nao ter de comer para dar a um filho…. a maldade e as opinioes vazias pagam-se caro um dia… acredita, que pagarás… com as tuas opinioes trilhas o teu caminho

    • sim 1000€ é muito, eu ganho 650€ e não me queixo !

      • Elsinore says:

        Não? Ainda bem, haja alguém à altura do Vítor Gaspar, austeridade e trabalho garantem saúde!

      • Zulmiro Almeida says:

        És mais um dos muitos portugueses atrasados, invejosos, BURROS! O que é que ganhas em querer que os outros ganhem o que tu ganhas? Só sendo pelo valor mais alto! Tens algum benefício nisso? Acorda!

    • Cidadão de Coimbra says:

      As pessoas andam preocupadas com o seu futuro e isso é compreensível. Manifestam-se como acham melhor e isso é a expressão da sua consciência cívica, bem acolhida em qualquer parte do mundo civilizado. Em todo o caso, há um pormenor da notícia que não vi comentado e que diz respeito à decisão do dirigente sindical de "impedir que os camiões com correspondência pudessem sair do centro de tratamento até às 06H30". Creio que esta atitude, para além de ser ilegal, é impeditiva do gozo do direito de cada um de não fazer greve que deve ser respeitado. Em minha opinião, estas atitudes não dignificam o sindicalismo.

  3. João Proênça says:

    Eu shó quero dijer que o Luis tem toda a rajão,.. em relaxão ao que diche dos trabalhadores dos CTT,e eu como ex lider da Grande UGT, prometo axinar um acordo de trabalho em que xe acabe com estas mordomias e poucas vergonhas,

  4. Casimiro Cardoso says:

    A liberdade de uns começa onde acaba a dos outros. E isso sempre foi dificil de entender para algumas pessoas. Por isso é reprovável que se queira impedir alguém de exercer a sua profissão (o motorista do pesado) contra a sua vontade. É por isso que estamos onde estamos.

  5. Os trabalhadores dos ctt são pessoas, são seres humanos ,não são números , fazem o seu trabalho com honra e dignidade Aqueles que estão a dizer mal metam a mão na consciência e vejam as coisas como elas são.
    Agora bpn,institutos públicos, empresas municipais, reformas dos municipios até hoje nada, presidentes da câmaras a receberem reformas ao fim de oito anos, ppps, swaps, reformas vitalícias para deputados etc.Eu não sou trabalhador dos ctt nem tenho nada a ver , mas acho que ataques destes são indecentes. Vocês não vêm o governo que põe públicos contra privados. Temos que nos saber respeitar.Eu sou do peivado e não entro no engano destes gajos. Solução é rua com eles. Nâo servem os interesses do país. Penso que compreenderam. Boa sorte para todos.

  6. quem não quer trabalhar, não tem o direito de impedir que o quer fazer, a policia havia de carregar forte e feio nestes energúmenos reacionários que julgam que ainda estão na abrilada, não estão bem, é simples, MUDEM-SE, vão procurar quem vos pague mais ,que arranjam é um grosso…Por causa dos direitos adquiridos é que estão uns bem, e outros muito mal… é engraçado que no privado não se vêm greves. Força Passos, acaba com estes ninhos de comunas que ainda prolifera na função publica, era fazer-lhes as contas e pô-los no car***ho, que não faltavam milhares a ocupar o lugar por metade do dinheiro. AS PASSADEIRAS SÕ UM LUGAR DE PASSAGEM, NÃO DE OCUPAÇÃO.

    • luisabrantes says:

      Ou você é um dos que está a ganhar com a crise ou então, deixe-me dizer-lhe, é um completo ignorante. Presumo que você não se importava de ir trabalhar para os CTT por "metade do dinheiro", certo? Acontece que estão mal, sim, mas não há quem pague mais. Você certamente nunca passou necessidades na vida, nunca passou fome, frio, doença não tratada etc. Nunca teve filhos com fome, sem livros escolares e sem brinquedos.
      Eu respeito a sua opinião, desde que você seja coerente e assuma aqui que, uma vez que é contra os direitos adquiridos, quer voltar a trabalhar 15/16h por dia, não quer descansar ao sábado e domingo, não quer ter férias, que dispensa o subísidio de funeral, casamento, o benefício de baixa médica, a licença de maternidade e os subsídios de férias e natal! Pense 2 vezes antes de voltar a dizer barbaridades!

      PS: Tire tempo para relflectir no que disse, e entretanto aproveite para relembrar as regras da gramática e ortografia…

  7. Anonimos says:

    Os CIT tem que mandar para casa todas as chefias que estão mais . ( Eng º s que estão a levar o dinheiro para casa sem fazer nada,c om telemomel e carro ).
    Não se admite ter 16 unidades e ter 7 chefes.

    ACKER

  8. jose silva says:

    Ninguém é obrigado a fazer greve, assim como ninguém proibe os outros a fazer greve…por isso sres. deixem de demagogias e respeitem os direitos dos outros.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*