Dossiê DB – “É fundamental que haja uma postura de maior cidadania para prevenir riscos de acidentes”

Posted by
Foto Rute Melo

Foto Rute Melo

Todos os anos morrem crianças vítimas de afogamento. Apesar das inúmeras campanhas e alertas que são divulgados, há sempre notícias de mortes. Na sua opinião, e de acordo com a sua experiência, nesta matéria ainda se pensa que só acontece aos outros?

Em todos os acidentes é fácil pensar que só acontece aos outros, porque nós conseguimos prevenir as situações de maior risco. A falta de formação dos jovens e adultos para compreenderem como acontecem os diversos tipos de acidentes, e quais as estratégias mais eficazes para os prevenir, contribui para esta atitude. O afogamento é a 2.ª causa de morte acidental em crianças. Contudo, é estimado que mais de 80% dos casos de afogamento podem ser prevenidos através da adoção de estratégias específicas e complementares (World Congress on Drowning,2002).

Apesar de tudo, os números têm diminuído. As pessoas estão mais conscientes do que é necessário fazer para evitar este tipo de acidentes?

Felizmente há mais informação sobre os afogamentos, e sem dúvida que as campanhas realizadas anualmente pela APSI, desde 2003, têm contribuído de forma importante. A imagem dessas campanhas – um ursinho de peluche a boiar com a cara dentro de água – tem tido um forte impacto nas famílias que a associam imediatamente a uma criança pequena em risco de afogamento. A forma como as notícias são veiculadas pelos jornalistas também é fundamental, para que as pessoas compreendam como aconteceu o acidente, o que falhou na prevenção e que contribuiu para as lesões sofridas. Dessa forma poderão eventualmente tirar ilações para a sua vida pessoal.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.