Policiamento obrigatório em competições profissionais a partir de quinta-feira

Posted by
DR

DR

O policiamento vai passar a ser obrigatório nas competições desportivas profissionais, a partir de quinta-feira, de acordo com a alteração à legislação publicada hoje em Diário da República.

O “acerto pontual” ao Decreto-Lei n.º 216/2012, de 9 de outubro, altera apenas o artigo 2.º da referida legislação, quanto à necessidade de requisição de policiamento, alargando-a a “espetáculos desportivos integrados em competições desportivas de natureza profissional, como tal reconhecidas nos termos da lei”.

“O presente diploma entra em vigor no dia seguinte ao da sua publicação”, pode ler-se na alteração ao Decreto-Lei, que foi promulgado na segunda-feira pelo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, e referendado na terça-feira pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, após a aprovação em Conselho Ministros a 04 de abril.

Para a alteração legislativa hoje publicada, ainda de acordo com o Diário da República, “foram ouvidos os órgãos de governo próprio das Regiões Autónomas e a Federação Portuguesa de Futebol” e “foi promovida a audição da Associação Nacional de Municípios Portugueses e da Liga Portuguesa de Futebol Profissional”.

No dia 04 de abril, o Conselho de Ministros aprovou “em definitivo” a obrigatoriedade do policiamento em competições desportivas profissionais, que foi decidida em 21 de março, e a manutenção dos encargos desta ação aos clubes.

O Decreto-Lei n.º 216/2012, que entrou em vigor a 09 de novembro de 2012, pôs fim à obrigatoriedade de policiamento em competições desportivas de escalões juvenis e inferiores, mantendo as determinações em relação às provas profissionais, cuja requisição de policiamento era da responsabilidade do clubes visitados.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.