Plano de ordenamento mantém muro na Costa de Lavos

Posted by
Arquivo

Arquivo

Há cerca de 10 anos, José Elísio, na altura assessor da presidência da Câmara da Figueira da Foz para a área das freguesias, atual presidente da Junta de Lavos, tocou os sinos a rebate na Costa de Lavos para mobilizar a população. Motivo: impedir que a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) demolisse um muro.

A parede fora construída pela autarquia figueirense, a pedido da Junta de Lavos, à época presidida por José Figueiras, para proteger habitações das investidas do mar. Entretanto, José Elísio cumpriu um mandato como vereador (PSD), a sua mulher, Isabel Oliveira, foi presidente da autarquia lavoense e o muro continua intacto.

Versão completa na edição impressa

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.