Opinião – Professor Doutor Ministro

Posted by

PAULO-VALERIOPaulo Valério

A nomeação de Poiares Maduro tem um indisfarçável peso simbólico. Chamado a substituir o “profissional” da política, Miguel Relvas, o tonitruante currículo de Maduro sugere uma regeneração da política pela academia, como, aliás, muitos vêm reclamando. Estivesse em causa o facto de Miguel Relvas não ser licenciado e assim se tinha resolvido um grande problema. Não é o caso.

O problema não é que Miguel Relvas seja Doutor ou Senhor. O problema é que, na sua passagem pelo Governo, Relvas se revelou desprovido de qualquer competência, sentido de Estado ou mesmo de alguma decência. Veja-se o completo falhanço da sua reforma da Administração Local, que capitulou perante os interesses paroquiais do costume; refira-se a marca sinistra que deixou em dossiers como a privatização da TAP ou da RTP, onde revelou a sua especial habilidade para as relações internacionais; recorde-se as duvidosas relações com o espião Silva Carvalho, o mesmo que, registe-se, foi reintegrado em funções públicas, dias antes de Relvas sair do Governo; e evoque-se, por falar em decência, o seu Réveillon no Copacabana Palace, ao lado do inefável Dias Loureiro, no ano de todos os sacrifícios para os Portugueses. Não é que Relvas não seja ignorante. Mas a mim repugna-me, sobretudo, que seja um hino ao chico-espertismo que pulula, tragicamente, nos partidos políticos portugueses. E, para mim, é este o grande problema, que ainda está por resolver.

Poiares Maduro – que não conheço – poderá até fazer um trabalho brilhante como Adjunto do Primeiro-Ministro, mas isso, por si só, talvez até lhe valha (mais) uma Comenda, mas fará pouco pela regeneração da política, lá onde ela faz falta. A política portuguesa precisa de competência e (sobretudo) de ética, mas isso só se alcançará se cada vez mais pessoas decentes e competentes se dispuserem a disputar o poder dentro dos partidos, contra os Relvas desta vida.

Se pensarmos que, dias depois da sua saída do Governo, já o PSD suspirava pelo regresso de Relvas ao circuito da carne assada, ele que foi, vejam bem, secretário-geral de três Presidentes do Partido, percebemos quantos Maduros esta gente já triturou, nas últimas décadas.

2 Comments

  1. adelaide soares says:

    Brilhante, na forma e na msg.

  2. antónio oliveira says:

    Muito concreta esta opinião mas, em parte somos um pouco coniventes porque vamos permitindo o Feudalismo dos politicos que temos,como por exemplo a,chamemos-lhe ,integração do também ( não sei se ) engº Socrates e,num canal PÚBLICO,SUSTENTADO PELOS NOSSOS IMPOSTOS FELIZMENTE A CAIXA tem uma coisa boa……… um botão que se pressiona E …… DEIXAMOS DE VER E OUVIR alguem que se aproveitou do lugar que ocupou e NÓS, IMPÁVIDOS E SERENOS,NÃO PEDIMOS RESPONSABILIDADES A NENHUM POLITICO dos seus átos LESIVOS ao PAÍS E AOS PORTUGUESES.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.