“Não conseguimos pagar as taxas que se praticam em Buarcos” (com audio)

Posted by

DANIEL GARCIA JA

 

| Open Player in New Window

Os comerciantes continuam satisfeitos com o mercado provisório?

Penso que nem todos poderão dizer que estão totalmente satisfeitos, pelo facto de que, no mercado municipal, estariam em posições mais próximas dos clientes. Reconheço que alguns concessionários ficaram mais apertados. Mas, de uma maneira geral, estão satisfeitos, porque geram mais ou menos o mesmo negócio e o verão foi muito bom. Devido à conjuntura nacional, é difícil avaliar se se vendia mais no mercado provisório ou no mercado municipal.

Que tem a dizer acerca da remodelação do mercado municipal?

O 1.º andar estava totalmente deteriorado, onde os concessionários tiveram de gastar dinheiro do seu bolso, para melhorar o espaço (no piso superior). Mas, se a associação colocasse entraves a este projeto, podia acontecer como aconteceu em Tomar, onde as obras do mercado não avançaram e a ASAE fechou-o. Por isso, penso que esta câmara teve uma grande coragem ao fazer esta obra com pouco dinheiro.

Quando e como devem regressar os concessionários ao mercado requalificado?

Era bom que a mudança fosse feita entre um sábado e uma segunda-feira, porque às terças temos o mercador abastecedor de fruta. Tudo indica que o mercado reabre no início de junho.

Antes de reabrir, há que fazer a redistribuição das bancas. O processo está a ser consensual?

Está a ser complicado. Há pessoas que não ficaram satisfeitas, por terem ficado mais escondidas do público. Mas acredito que vai ser tudo ultrapassado.

As taxas vão ser atualizadas e a câmara deverá aproveitar para aproximar os preços praticados nos dois mercados municipais da cidade…

O Mercado Municipal de Buarcos está demasiadamente caro e o da Figueira da Foz demasiadamente barato. Ainda não nos foi dito quanto vão subir as taxas. Nós não conseguimos pagar as taxas que se praticam em Buarcos. Por isso, esperamos que a câmara baixe as de Buarcos e suba as nossas, para haver uma taxa igual para os dois mercados. A associação defende que as novas taxas e o novo regulamento sejam apresentados antes de o mercado reabrir, para sabermos com linhas nos vamos coser.

Esta entrevista poder ser ouvida na íntegra na Foz do Mondego Rádio (99.1 FM), hoje, às 21H00, e em www.asbeiras.pt

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.