FC Porto e Sp. Braga reeditam Dublin em Coimbra

Posted by
DR

DR

FC Porto e Sporting de Braga disputam sábado a final da Taça da Liga de futebol, em Coimbra, num duelo inédito na prova, que reedita, entre outros, o da Liga Europa de 2010/2011, em Dublin.

Na altura, os “azuis e brancos” ergueram o troféu, ao vencerem por 1-0, com um golo do colombiano Radamel Falcao, um dos muitos jogadores que, dois anos depois, não poderá repetir a presença no Estádio Cidade de Coimbra.

O “ensaio geral” para a final foi realizado segunda-feira, no Estádio do Dragão, onde as duas equipas se defrontaram para a 25.ª jornada da Liga, tendo o FC Porto vencido por 3-1, depois de ter estado a perder.

Kelvin foi o herói improvável dos “dragões”, ao saltar do banco para marcar dois golos de rajada, aos 83 e 85 minutos, e manter acesa a hipótese do título para os bicampeões nacionais.

A tendência de vitória nas finais disputadas entre os dois clubes pende para o FC Porto, que venceu as quatro até agora disputadas, duas na Taça de Portugal, uma na Supertaça Cândido de Oliveira e uma na Liga Europa.

A sexta edição da Taça da Liga assinala a estreia, como finalista, do Sporting de Braga e a segunda presença do FC Porto, que, em 2009/10, foi incapaz de evitar a conquista do terceiro troféu consecutivo para o Benfica (0-3), que soma quatro.

Apenas no ano de estreia, em 2007/2008, com triunfo do Vitória de Setúbal, que se impôs ao Sporting (3-2 no desempate por grandes penalidades, após 0-0 nos 90 minutos), o Benfica não disputou e venceu a final, situação que repete esta temporada.

Afastado da Liga dos Campeões, da Taça de Portugal e a quatro pontos do líder Benfica na I Liga, e com a possibilidade de renovar o título sem depender de si próprio, o FC Porto parte para a final de Coimbra com a humildade de valorizar uma prova que até agora considerou como secundária.

O treinador Vítor Pereira já manifestou o desejo de vencer o troféu que ainda não consta da vitrina “azul e branca”, tal como José Peseiro, que, por seu lado, quer também associar o nome do clube arsenalista à prova.

O Sporting de Braga alia a possibilidade de conquistar a Taça da Liga com o desejo de assegurar a presença nas eliminatórias de acesso à Liga dos Campeões da próxima época, através do terceiro lugar da I Liga, na posse do Paços de Ferreira, que tem três pontos (e meio) de vantagem.

A presente edição da Taça da Liga foi marcada por um processo levantado em torno de uma alegada má utilização por parte do FC Porto de três jogadores (Fabiano, Abdoulaye e Sebá), que provocou alguma polémica e levou o Vitória de Setúbal a reclamar jogar as meias-finais na vez dos “dragões”.

Já com o Sporting de Braga apurado para a final, após eliminar o Benfica nas meias-finais (0-0, 3-2 nas grandes penalidades), o outro encontro para decidir o segundo finalistas esteve suspenso e à espera de uma decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol.

Com o órgão federativo a confirmar a regularidade da utilização dos três jogadores, o FC Porto assegurou a presença na final da Taça da Liga ao afastar o Rio Ave com um concludente 4-0, no Estádio do Dragão.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*