Carlos Rangel vence prémio literário Carlos de Oliveira

Posted by

10 carlos de oliveiraO romanceCrime e Revolução”, do historiador, escritor e poeta brasileiro Carlos Roberto da Rosa Rangel, foi o vencedor do III Prémio Literário Carlos de Oliveira. A decisão do júri, tomada por unanimidade, resultou da reunião realizada em 4 de abril, para deliberar sobre a análise das 74 obras submetidas a concurso.

A ata elaborada para o efeito refere que o romance “se distingue pela capacidade de evocação de um período histórico turbulento e controverso da história brasileira do século XX, evidenciando o autor um notável domínio da linguagem e da técnica narrativa. A ação decorre principalmente numa cidade situada na linha de fronteira entre o Brasil e o Uruguai, onde o chefe da polícia reprime com grande violência os opositores políticos” [do regime do Estado Novo brasileiro]. Segundo os fundamentos da atribuição do prémio a Carlos Roberto da Rosa Rangel, que concorreu com o pseudónimo de Federico, “o retrato da época, muito bem conseguido, é um dos maiores triunfos da obra”. Além do prémio atribuído a “Crime e Revolução”, foram distinguidos com menções honrosas “Por Quem Choram as Pedras”, de João Paulo Medina da Silva (Portugal), sob o pseudónimo Clarinda do Encanto, e “A Montanha”, de Carlos Alberto Bernardo Machado (Portugal), que concorreu com o pseudónimo Maria Beatriz.

 

Ver versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*