Câmara de Óbidos disposta a pagar a médicos para as extensões de saúde

Posted by

magpnaabd_3A Câmara de Óbidos manifestou hoje disponibilidade para comparticipar o vencimento de clínicos do Serviço Nacional de Saúde para aumentar o número de efetivos no concelho, onde 30 por cento da população não tem médico de família.

“A Câmara está disponível para fazer parte da solução de um problema que nos preocupa. Já só temos três médicos para todo o concelho, com uma capitação de 2.740 pacientes por médico, e temos 2.700 pessoas, cerca de 30% da população sem médico de família”, disse à Lusa o vice-presidente da autarquia, Humberto Marques (PSD).

A situação, agravada com a aposentação do médico da freguesia de A-dos-Negros (a 2 de abril), deixando “duas mil pessoas sem médico de família” levou a câmara a propor à Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), “celebrar um protocolo e ajudar na contratação de profissionais de saúde comparticipando os custos dos respetivos vencimentos”.

Segundo Humberto Marques, a proposta foi “bem acolhida” pelo vice-presidente da ARSLVT, Luis Pisco, que numa reunião realizada na quarta-feira, “ficou de estudar como é que se pode enquadrar a ajuda da câmara, já que tem algumas dúvidas jurídicas sobre como isso poderá ser feito”, afirmou Humberto Marques.

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.