Ribau Esteves critica portagens, finanças locais e modelo de gestão intermunicipal

Posted by
Arquivo - Gonçalo Manuel Martins

Arquivo – Gonçalo Manuel Martins

O presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), Ribau Esteves (PSD), criticou hoje o modelo de gestão das comunidades intermunicipais, a proposta de Lei das Finanças Locais e o regime de portagens nas ex-Scut.

Num discurso marcadamente político proferido no Congresso da Região de Aveiro, incluiu apreciações sobre o estado da coligação que suporta o Governo, Ribau Esteves deixou claros vários pontos de discordância em relação às políticas que têm sido seguidas e umas quantas reivindicações regionais.

“Queremos que o Governo seja mais forte, mais atento, mais ativo e mais parceiro. Queremos que a coligação seja muito mais coesa sem que uns se achem mais populares enquanto outros carregam os impactos sociais e democratas, inevitavelmente negativos, das consequências do combate à crise económica e financeira, e ao desvario em que o Estado viveu”, declarou.

Ribau Esteves aproveitou a oportunidade para criticar o novo regime jurídico para as Autarquias Locais, nomeadamente “o desajeitado modelo de gestão das Comunidades Intermunicipais e Áreas Metropolitanas, que hoje mesmo será aprovado na Assembleia da República” e a proposta de Lei das Finanças Locais, “que reduz em mais 20 por cento as receitas dos Municípios”.

 

(Texto: Agência Lusa)

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.