Empreendimento turístico de luxo fecha portas e despede trabalhadores em Torres Vedras

Posted by

O empreendimento turístico que tem um hotel de cinco estrelas em Torres Vedras, Campo Real, foi hoje encerrado e 77 dos seus 97 trabalhadores despedidos, disse hoje o representante dos trabalhadores na comissão de credores.

Miguel Inácio, que representa há uma semana os trabalhadores na comissão de credores, disse à agência Lusa que a decisão foi tomada pela maioria dos credores na reunião de quinta-feira, e comunicada aos trabalhadores na tarde de sexta-feira.

“Como fevereiro é o mês mais baixo de ocupação no hotel e havia dificuldades em garantir o salário de fevereiro aos trabalhadores, alertámos o administrador de insolvência e na reunião da comissão de credores foi deliberado encerrar temporariamente o hotel”, explicou o trabalhador.

Miguel Inácio adiantou que 77 trabalhadores foram despedidos e 20 mantêm-se a laborar no empreendimento para garantir a manutenção do campo de golfe e do hotel, apesar de estes não estarem a receber hóspedes.

“Há um investidor interessado em comprar o empreendimento, por isso estamos a assegurar a manutenção do hotel para que esteja em condições para reabrir”, disse, acrescentando que há a expetativa dos 77 trabalhadores serem readmitidos nessa altura.

Os 18 hóspedes foram informados na sexta-feira do encerramento do hotel e foram realojados noutras unidades da região, esclareceu.

Da mesma forma, todas as reservas existentes foram anuladas.

Os trabalhadores, que são credores no processo de insolvência que está em curso no Tribunal de Torres Vedras, têm em atraso o salário de fevereiro e os subsídios de férias e de natal de 2012 e de 2011.

A empresa que gere o hotel possui 460 credores e dívidas na ordem dos 61 milhões de euros.

Numa anterior assembleia de credores, foi decidido fechar a atividade de uma das três empresas do grupo, a Orizon CampoReal Golf e Natureza.

O Grupo Orizon pediu insolvência em julho de 2011, quatro anos após ter sido inaugurado o empreendimento, mas mantém-se em atividade, estando a gerar proveitos suficientes para o pagamento das despesas.

Entre os principais credores estão o BCP e a Turismo Fundos (detida pelo Turismo de Portugal), a Caixa Geral de Depósitos e o Banco Espírito Santo, que financiaram o empreendimento.

Entre outubro de 2007 e novembro de 2009, o empreendimento teve associado o único hotel Westin de cinco estrelas da cadeia Starwood em Portugal, mas desvinculou-se da marca.

O hotel Westin foi inaugurado em outubro de 2007 pelo ex-ministro da Economia Manuel Pinho, tendo sido investidos 44 milhões de euros no hotel e respetivo campo de golfe.

 

Autor: Agência Lusa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.