“Em Coimbra temos água tão boa como aquela que se compra em garrafa”

Posted by

07 MARCELO NUNO LC  (8)De que forma é que todos podemos contribuir para a preservação do bem água?

Hoje, existem no planeta sete biliões de pessoas para serem alimentadas e em 2050 estimam-se que sejam nove biliões. O mundo experimentará uma crescente escassez de água, cabendo a cada um de nós contribuir com uma dieta mais saudável e sustentável; consumir produtos menos intensivos em água e reduzir o escandaloso desperdício de alimentos, pois 30 por cento dos alimentos produzidos no mundo inteiro não são devidamente utilizados e toda a água usada para os produzir é perdida. Por outro lado, temos de começar a produzir mais alimentos, de melhor qualidade, com menos água.

 

E em termos empresariais o que têm feito as Águas de Coimbra para concretizar esse objetivo?

A Águas de Coimbra tem procurado intervir junto dos públicos mais jovens, no sentido de os ensinar a valorizar as questões ambientais e, em especial, o recurso água. Neste sentido, e tendo como objetivo central a sustentabilidade ambiental e a valorização do Rio Mondego, o Museu da Água de Coimbra tem vindo a afirmar-se como um espaço único no diálogo com a cidade. Em seis anos de existência, tivemos cerca de 75.000 entradas gerais, 40.000 crianças e fomos ao encontro de 400 turmas. Através do Museu da Água, a Águas de Coimbra tem junto dos mais jovens procurado promover aquilo a que chamamos de educação ambiental. Os mais jovens são os futuros cidadãos cuja educação e valores se estão a formar agora e é importante nós contribuirmos para a sedimentação de valores relacionados com a preservação ambiental, para que futuramente estejam mais preparados e mais amigos do ambiente.

 

 

Ver versão completa na edição impressa

One Comment

  1. Erro. Em português de Portugal não existem sete biliões de pessoas mas sim sete mil milhões. Um bilião é um milhão de milhões.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.