CNA: 35 anos depois e tantas razões para lutar

Posted by

06 CNA CJMDo cenário de pobreza e profundo atraso tecnológico que caracterizava genericamente a agricultura portuguesa de há 35 anos até aos dias de hoje vai, felizmente, um passo de gigante. Mas, como ontem lembraram quase todos os intervenientes na sessão que assinalou, em Coimbra, o 35.º aniversário da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), há ainda razões de sobra para não baixar os braços e continuar a lutar, com a dignificação da atividade e a suficiência agrícola do país em grande destaque.

Com muitos agricultores na plateia e convidados como o secretário de Estado da Agricultura – que se ausentou logo após uma breve intervenção –, o presidente da Confagri e a coordenadora europeia do movimento internacional de agricultores Via Campesina, mas também o diretor da Escola Superior Agrária de Coimbra – que acolheu a cerimónia – e o presidente da Câmara Municipal de Coimbra, a sessão de ontem serviu para falar do presente e do futuro, mas também para evocar todos os muitos homens e mulheres que fizeram a CNA ao longo dos últimos 35 anos.

 

Ver versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*