Bode de Coimbra que dava leite tinha excesso de estrogénio

Posted by

CHIBO LEITEIRO 01 GMM

Um bode hermafrodita, que foi macho exemplar de um rebanho, dava também leite como as cabras devido a problemas na atividade enzimática, concluíram investigadores da Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC).

“Este animal tinha tudo bem enquanto macho e dava leite de excelente qualidade”, disse hoje à agência Lusa o professor Fernando Delgado, responsável da equipa que realizou a investigação.

Cruzado de “Saannen”, uma raça oriunda dos Alpes suíços habitualmente generosa na produção de leite de boa qualidade, o chibo pertencia ao criador Amândio Inácio, da Cidreira, arredores de Coimbra, e foi vendido no início do ano passado à ESAC, que estava interessada em estudar o animal.

Ao fim de vários meses, o bode acabou por morrer devido a uma infeção por um vírus, num momento em que os investigadores já tinham efetuado os diferentes exames laboratoriais que permitiram chegar a conclusões científicas.

“Excluiu-se a suspeita de desequilíbrio cromossómico e verificou-se uma significativa alteração dos perfis hormonais”, segundo o estudo a que a Lusa teve acesso.

Os testes confirmaram “a presença de níveis anormais da aromatase”, uma enzima que “tem a capacidade de transformar a testosterona em estrogénio”, disse Fernando Delgado.

Além dos testículos, como qualquer macho normal da sua espécie, o bode tinha ainda duas tetas, uma mais desenvolvida do que a outra e cheia de leite, como a Lusa verificou em dezembro de 2011, no âmbito de uma reportagem sobre o fenómeno, em que entrevistou o pastor Amândio Inácio.

O animal padecia de ginecomastia, designação científica do aumento dos tecidos mamários nos machos, uma anomalia que também acontece nos humanos.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.