Sócios da Casa Cor de Rosa querem repor legalidade

Posted by

04 casa cor de rosaSócios do Centro Sócio-Cultural de Nossa Senhora de Lurdes, de Coimbra, decidiram convocar uma assembleia geral extraordinária para reporem” a legalidade estatutária”, posta em causa pela decisão do bispo da diocese de exonerar a direção.

Os sócios daquela Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), que, na tarde de sábado, se reuniram nas instalações da Junta de Freguesia dos Olivais, em Coimbra, “decidiram convocar uma assembleia geral extraordinária, para o dia 16 de março”, disse, à agência Lusa, Pedro Nogueira, membro da mesa da assembleia geral.

Os participantes naquele encontro “reafirmaram o seu espírito e grande abertura para resolverem as coisas de forma pacífica”, afirmou Pedro Nogueira, sublinhando que apenas “pretendem repor a legalidade estatutária”.

 

Ver versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*