Plataforma do Interior Centro quer fundos europeus para criar rede de biorrefinarias

Posted by

BLC3

A Plataforma de Desenvolvimento da Região Interior Centro (BLC3) candidatou-se a fundos comunitários num montante superior a 11 milhões de euros, para a criação de uma “rede internacional de biorrefinarias e valorização de efluentes”.

Coordenado pela BLC3, o projeto de desenvolvimento de uma “rede internacional de investigação, indústria e centros tecnológicos de excelência” envolve 15 parceiros de seis países europeus (Portugal, Espanha, Grécia, Itália, Alemanha e Reino Unido), revelou a BLC3.

“Este investimento, de 11,23 milhões de euros, permitirá desenvolver uma área estratégica para Portugal e valorizar as regiões interiores e subdesenvolvidas”, em particular “os efluentes da indústria produtora de queijos”, sublinha uma nota divulgada sexta-feira por aquela entidade sediada em Oliveira do Hospital.

O projeto permitirá ainda a “formação avançada de recursos humanos, abertura e acesso aos melhores centros de investigação e desenvolvimento tecnológico europeus” e o envolvimento de pequenas e médias empresas (PME).

A BLC3, que centralizará o projeto, “conseguiu reunir à sua volta uma rede de excelência, que é considerada, neste momento, a melhor rede de investigação nesta área a nível europeu”, afirma a mesma nota, salientando que “este é um setor extremamente importante para a economia portuguesa e europeia”.

O projeto desenvolverá “um conjunto de atividades de investigação ligadas aos bioprodutos substitutos do petróleo, resolução/minimização dos problemas dos incêndios florestais e tratamento e valorização de efluentes contaminados”, adianta a BLC3, acrescentando que será feita “uma aposta no setor das indústrias farmacêuticas e nutracêutica e indústria agroalimentar”.

Agência Lusa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*