Parceria Universidade/Escola Agrária de Coimbra gera invento premiado

Posted by

 

Uma tecnologia para combater o nemátode do pinheiro, desenvolvida por uma equipa conjunta  da Universidade de Coimbra e da Escola Superior Agrária de Coimbra, acaba de ser distinguida com o prémio “Best Student Paper Award” na Conferência Biodevices 2013, que decorreu em Barcelona.

O invento refere-se ao desenvolvimento de um dispositivo que deteta precocemente a doença do nemátode, foi hoje anunciado.

De acordo com nota da Universidade de Coimbra (UC), a “tecnologia, já protegida por patente provisória, acaba de ser distinguida com o prémio `Best Student Paper Award` numa conferência internacional de topo que reúne cientistas e profissionais de todo o mundo, das mais diversas áreas do conhecimento”.

Este dispositivo, de acordo com a UC, “permite detetar a doença do nemátode do pinheiro, conhecida por murchidão do pinheiro, muito antes de os sintomas se revelarem”.

“Recorrendo ao método designado cientificamente por Espectroscopia de Impedância Elétrica, a equipa liderada por Elisabeth Borges, aluna de doutoramento em Engenharia Biomédica da Universidade de Coimbra, desenvolveu um dispositivo muito simples que é “capaz de identificar precocemente se um tecido está saudável ou danificado, o nível de dano, o que no caso do nemátode do pinheiro assume particular relevância porque pode invalidar o avanço da doença e consequente corte dos pinheiros”.

“Atualmente, as técnicas utilizadas não impedem o abate das árvores: após a deteção e identificação do nemátode, a única solução é o abate imediato dos pinheiros e a sua destruição, de acordo com a legislação em vigor”, sintetiza.

O dispositivo é composto por dois elétrodos, colocados no tronco a cerca de 30 centímetros do solo — um elétrodo injeta um sinal de corrente ou tensão e o outro coleta o sinal gerado por essa estimulação — e por um sistema de aquisição de dados, desenvolvido pela equipa, que permite converter estes sinais analógicos em sinais digitais para posterior análise.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.