Muros da margem esquerda estão quase a cair para o rio

Posted by
Foto Luís Carregã

Foto Luís Carregã

Os muros de sustentação da margem esquerda (avenida de Conímbriga) estão em risco de cair para o rio Mondego.

O alerta chegou ao DIÁRIO AS BEIRAS através de um leitor e, depois de uma visita ao local, foi possível constatar que o muro está em “rotação para o rio”, correndo o risco de tal acontecer a curto prazo. A inclinação da “rotação” é tal que, em caso de descuido, pode haver quem corra o risco de cair diretamente para o Mondego sem tocar diretamente no muro.

Contactada pelo DIÁRIO AS BEIRAS, a Agência Portuguesa do Ambiente (sucessora da antiga Administração Regional Hidrográfica) não quis comentar a situação. Diferente opinião tem o vereador com o pelouro das obras municipais. Paulo Leitão acha “lamentável” que o Governo tenha na sua posse, há ano e meio, uma proposta da câmara para começar a resolver o problema, mas “até agora não deram resposta”.

Versão completa na edição impressa

2 Comments

  1. E na margem direita, idem idem, aspas aspas. Só quero ver na margem direita, se um dia aquilo for tudo ao banho, a quem os prevaricadores que lá estacionam, vão pedir satisfações por falta de informação. Mas pior do que tudo isso, é não haver intervenção superior para arranjar os muros de ambos os lados, antes que seja tarde. Anda-se a gastar dinheiro em arribas á beira-mar, que se sabe mais tarde ou mais cedo o mar as vai buscar, e depois, chora-se o dinheiro lá gasto inutilmente.

  2. Victor Simões says:

    Sugiro que também olhem para a margem direita, ao lado da linha que parte da Estação Nova.
    E que alguém também olhe para a grade da ponte. Sem manutenção, a ferrugem ataca junto ao pavimento. Ah! Limpeza da ponte, nem pensar!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.