José Policarpo sublinha “ato extraordinariamente corajoso” de Ratzinger

Posted by

O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, D. José Policarpo, considera um “ato extraordinariamente corajoso” o de o Papa ter resignado devido à sua idade, acreditando que tal opção irá “introduzir um ritmo novo” na Igreja.

Em entrevista à Rádio Renascença, D. José Policarpo admitiu ter sido apanhado de surpresa com o anúncio de resignação feito hoje por Ratzinger: “Ele já tinha anunciado, com toda a clareza que, se chegasse o momento de achar que não estava em condições, apresentaria a resignação, mas apanhou-nos de surpresa”.

“Este foi um ato extraordinariamente corajoso, que vai introduzir na Igreja um ritmo novo, mas só o futuro vai dizer qual. Sobre o ponto de vista canónico, esta situação está prevista: como ele é a autoridade máxima, apenas a ele lhe cabe de tomar a decisão”, disse o cardeal Patriarca de Lisboa.

O papa Bento XVI, 85 anos, anunciou hoje, durante um consistório no Vaticano, a sua resignação a partir dia 28 de fevereiro devido “à idade avançada”.

Um novo papa será escolhido até à Páscoa, a 31 de março, disse o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, anunciando que um conclave deve ser organizado entre 15 e 20 dias após a resignação do pontífice.

O último chefe da Igreja Católica a renunciar foi Gregório XII, no século XV (1406-1415).

 

Autor: Agência Lusa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*