Manifestantes cortaram circulação na estação de Coimbra-B (com fotos)

Posted by

Os trabalhadores, familiares e reformados da CP cortaram ontem a Linha do Norte na estação de Coimbra-B. O bloqueio foi decidido por volta das 16H45, quando se encontrava na linha 1 um comboio Alfa que deveria sair dois minutos depois para Faro.

Ao ocuparem a linha, os manifestantes não permitiram a saída do comboio como forma de protesto e “indignação” pelas recentes tomadas de posição da administração da empresa pública.

Os poucos agentes da PSP, presentes na altura no local, ainda tentaram demover os protestantes, mas as mais de 300 pessoas presentes foram circulando de um lado para o outro do passeio, não tendo dado hipótese aos polícias para desbloquear a linha.

Segundo o membro da Comissão de Trabalhadores (CT), António Maló, os funcionários, reformados e familiares viram-lhes ser retiradas “as concessões (títulos que permitem viagens gratuitas)”. Um direito que, de acordo com este elemento ligado à CT, “não é nenhuma regalia, pois faz parte do nosso ordenado”.

Versão completa na edição impressa

 

51 Comments

  1. Henrique Costa says:

    Eles é greve, é bloqueios, é tudo e mais alguma coisa. Será que eles ainda não perceberam que já dão um prejuízo colossal sem estas acções, quanto mais com elas? Isto para mim é um caso de policia, o bloqueio de linha férrea deveria ter ainda piores consequências do que o bloqueio de estradas. O comboio NÃO é dos funcionários, é de todos nós e uns poucos não podem o pôr em causa só por causa de não querem perder os direitos adquiridos. Direitos estes que levaram à insustentabilidade financeira da empresa! Prendam-nos e acabou-se!

    • Jorge Kapua says:

      Se te roubarem como e que ficas? T u e que precisavas de ser preso deves ser filho do 1 ministro ou outro aldrabão como ele.

    • Está enganado, o comboio já não é de todos, cada vez mais é uma empresa, em vias de se tornar totalmente privada, ainda que os contribuintes a paguem. Os funcionários da CP não estam a lutar apenas por um direito seu, estão a lutar por um direito de todos, que é o de poder usufruir de um meio de transporte PÚBLICO!

  2. Ana Margarida says:

    Como é que isto é possível?? Será que estes senhores ainda não perceberam que, à custa de um qualquer administrador com uma ideia milagrosa, eram tratados como classe de excelência??? NÃO PODE SER!! Olhem para o sector da saúde, para as forças policias!! São tratados como a escumalha quando comparados com estes senhores!!! Quando lutam todos os dias para a sobrevivência e para a segurança das pessoas deste pais!!! Será que não conseguem perceber que os cortes chegaram a todos?? Será possível que não conseguem entender que estavam a ser DEMASIADO bem pagos comparativamente com outros funcionários do estado??? Será que não percebem que, tendo em conta as tecnologias existentes, e havendo bom censo, metade dos seus postos de trabalho podem ser extintos?? E que tal pensarem em fazer uma vida mais humilde, tentarem fazer o mesmo esforço do resto dos portugueses e tentarem poupar em mais qualquer coisa, e, digo eu, mais importante que tudo isso, tentarem lutar pelos vossos postos de trabalho?? Acho que já chega de demonstrações de superioridade, em manifestações constantes, contra o resto dos portugueses!!!

    • Não sabes a realidade dos trabalhadores,para dizer que estão a ser bem pagos e com todas as regalias.,Os juizes etc continuam a viajar gratuitamente, os Policias etc pagam um quarto de bilhete, os feroviarios retiraram o que esta no acordo colectivo de trabalho.

      • Ana Margarida says:

        Aí é que o Sr. se engana. Por conhecer a realidade dos trabalhadores é que estou a falar. Convivo quase diariamente com um trabalhador da CP e ficava CHOCADA com os valores que eram pagos pelas horas extraordinárias, pelo valor dos ordenados que recebiam (ordenado base+horas extraordinárias+folgas) e todas as regalias que tinham!!! Meu caro amigo os policias podem pagar apenas um quarto de bilhete nos transportes ferroviários, mas se querem fardas tem que as pagar e bem caras, pois o valor que lhes é atribuído para as comprar quase não dá para uma camisa, e a qualidade destas deixa muito a desejar, já as fardas da CP foram desenhadas pela estilista Fátima Lopes e são de excelente qualidade. Os policias, se querem ter condições nos locais de trabalho tem que gastar € do bolso deles (para comprar aquecedores/ventoinhas porque muitas das instalações, mesmo construídas de raiz, não tem ar condicionado/aquecimento), quando se deslocam para outras cidades para apoiar na segurança ou para receber formação, ficam nas instalações das esquadras em condições miseráveis, em camaratas enormes onde está constantemente a entrar e a sair pessoal e onde o descanso é pouco ou nenhum e os funcionários da CP?? Esses meu caro, ficam em residenciais ou hotéis, em quartos apenas para uma pessoa, onde o conforto é, de certo, muito maior. E não me desminta porque eu, como já referi acima, convivo diariamente com um funcionário da CP.
        Sabe o porquê do meu descontentamento?? Sou uma recém licenciada, que, antes de acabar o curso e na sequência de um estágio não remunerado paralelo às aulas, abdicando de tempo livre, férias, saídas com os amigos, consegui um estágio profissional, mas depois o meu futuro é incerto, e no entanto, foram 5 anos que andei a estudar, a gastar € aos meus pais, para agora receber um misero ordenado e depois logo se verá!! Mas estou CONTENTE, tenho um trabalho, e não me ando constantemente a manifestar e olhe que até eu já sofri cortes!! HÁ QUE TRABALHAR E LUTAR PARA QUE ISTO MELHOR!!!! ! Mais lhe digo, os meus pais são funcionários públicos, podemos considerar-nos uma família da classe média, e aos fins de tarde e aos fins de semana toda a gente lá em casa tira a farda, a bata e o salto alto, calça a bota de borracha ou a sapatilha velha e vai para o quintal tirar as ervas do cebolo, semear batatas, morangos, alfaces, couves, feijões!! E olho à minha volta, pessoas com iguais ou inferiores rendimentos que nós, andam a passear, beber o seu cafezinho, pintar as suas unhas, por o gel . . . Desde sempre me lembro de a minha mãe todos os dias à noite pegar no recipiente de plástico com uma tampinha e colocar lá dentro os restos do jantar para levar no dia seguinte para o almoço. Como diria a minha mãe "A TROIKA sempre viveu cá em casa", é por isso que me revolto, com todas estas manifs!! As pessoas viveram demasiado acima das suas possibilidades e alguma vez isto teria que bater no fundo!! TRABALHEM, todos estamos desagradados, mas não é em CONSTANTES manifestações que alguma vez vão resolver seja o que for!!!

        • Maria,simplesmente says:

          Estou completamente de acordo com a Ana Margarida.Feliz Páscoa e vamos Trabalhar a sério,para conseguirmos sair desta crise.

        • Democrata says:

          Com tanta verva sua e tantas regalias deles, até admira que a Ana Margarida nunca tivesse tentado trabalhar para a CP! Näo tem competência suficiente, é isso? Só invejosos e mentirosos! EU quero essas regalias todas que dizem para todos os trabalhadores, näo quero roubar aos poucos que ainda têm… porque se mexem! Os encostado bem merecem os salários mínimos que ganham!

          • Ana Margarida says:

            Democrata pode esclarecer-me o significado de verva?? Tenho dúvidas em relação ao facto de saber onde está a competência, se do lado de cá ou aí desse lado!!!!

            Graças ao meu esforço e trabalho não sou uma miserável qualquer!! Tirei uma licenciatura a que poucos tem oportunidade de chegar, e não recebo um salário mínimo!! Tenho competência para exercer a função que exerço e julgo fazê-lo da melhor forma!! Por isso não faço pretensões de a curto/médio prazo mudar de profissão.

            No entanto, e como é óbvio eu também pretendo ver o meu esforço e o meu trabalho recompensado!! Acho muito bem que TODA A GENTE seja recompensada pelo trabalho que faz e se possível até receba incentivos para que o faça ainda melhor!! No entanto não é com greves constantes que isso acontece e que essas regalias são conseguidas!! É só essa a minha posição, não estou a desrespeitar NENHUM FUNCIONÁRIO DA CP ou de outra instituição qualquer!!!
            Já o senhor está-me a desrespeitar a mim!! Não sou invejosa nem mentirosa!! Simplesmente manifesto a minha opinião assim como o senhor tem o direito de manifestar a sua, que eu respeito!!

  3. Estes funcionários da CP estão muito mal habituados, eu ganho o ordenado minimo nacional e tenho que pagar os transportes do meu bolso…

  4. Estes srs devem pensar que são mais que os outros, o que se dá também se tira !

  5. carlos almeida says:

    o problema é o pais, depois do 25 de Abril foi um abre-te sesamo para muitas empresas e funcionarios muita gente vivia á grande agora que estão a nivelar as coisas as pessoas sentem-se enganadas a politica vergonhosa dos partidos do poder nestes ultimos anos esta crise tinha que rebentar para mal dos nossos pecados foi agora podia ter sido à 20 anos atrás para haver mais espirito de poupança

  6. Mauricio Arrais says:

    Portugueses:Nunca é tarde para ensinar.O Regulamento Geral do Pessoal ferroviario ,foi elaborado pelo Estado,em todas as suas clausulas,e serviu de acordo para a admissão dos ferroviarios.Por volta de 1906 as linhas do Sul e Sueste e vias reduzidas eram Patrimonio do Estado.Sendo assim o Regulamento,prevê concessões,a centenas de milhares de funcionarios do Estado com 50% e 75%,exercito,marinha,aviação,tribunais,finanças,Guardas prisão,PSP,GNR,PID,guarda fiscal .Os ferroviarios as concessões era parte do seu vencimento mensal e estavam nas clausulas do Regulamento quer no ativo ou na reforma.Algumas concessões:Pessoal do Movimento, nas estações tinham direito a habitação,fardamento,transporte gratuito em 1^ou 2^classe,75% de redução para a familia,passes escolares para os filhos,x44 para transporte de artigos para casa,transporte de viveres dos armazena da CP em Beja,C.Branca,Barreiro,Lisboa,Entroncamento Abrantes para a estação onde o funcionario trabalhava.Transporte da mobilia de uma estação para outra para onde era colocado.Terras para o agente cultivar nos dias de descanso.Todos tinham medico de graça e familia,fornecendo a CP passes em 1^ classe vitalicio.

  7. Mauricio Arrais. says:

    Portugueses:O Estado tinha centenas de milhares de concessões ,como todo o exercito ,marinha,aviação,PSP,GNR,Tribunais,guarda,fiscal,policia,PID,finanças.guardas prisionais,etc.O Estado é o que fica mais prejudicado,com a decisão da administração da CP.Este Regulamento não pode ser anulado por nenhum Decreto Lei.O advogado do contencioso da CP que veja bem,as condições de admissão dos ferroviatios.A M;argarida escreveu muito,mas nada disse!

  8. Mauricio Arrais. says:

    Portugueses:Os funcionarios das linhas do Estado,estavam equiparados aos do exercito.Exemplo:Um fator de 1ª classe estava equiparado a um 1º sargento do exercito,só que o vencimento era muito inferior,pois as comcessões estavam englobadas.O horario de trabalho era de 12 horas,mesmo aos domingos e dias feriados.Nos 50 anos de fascismo,os ferroviarios,por pequenas falhas eram punidos com um x58 com 10$00 ou mais de multa.Algumas vezes baixa de classe ou transferencia de castigo.No exercito não existia essa perseguição,durante 50 anos.Os vencimentos eram inferiores aos do exercito,por terem englobadas todas as concessões.A minha caderneta militar tem, seis paginas:EXERCITO PORTUGUES,REQUISIÇÃO DE TRANSPORTE,por efeito de convocação extraordinaria,pode ser usada,em comboio ou camionete.A requisição era apresentada na bilheteira e retirada da caderneta,sendo indicado,a estação de origem e a de destino,com o preço com a redução de 50%,com a assinatura do chefe da estação.A revista de inspeção das cadernetas militares,era feita todos os anos,por um capitão do exercito,

  9. Mauricio Arrais. says:

    A Ana Margarida fez um grande testamento!;Mas não sabe que os ferroviarios antigamente o horario de trabalho era de 12 horas domingos e feriados,e de noite enquanto ela dormia,e a minha familia eu andava,as 24 horas em cima dum comboio.Tambem não sabe que os ferroviarios,das linhas do Estado ,Sul e Sueste estavam equiparados aos do exercito,.Só o vencimento era inferior por terem tantas concessões atribuidas no Regulamento elaborado pelo Estado.,quando foram admitidos na CP..Como sabe o Estado tem mais funcionarios,com concessões,do que a CP,nos varios ramos das forças armadas e não só.Se os ferroviarios descontaram uma vida inteira para as concessões,a administração,não tem poderes,para anular o Regulamento,pelo qual,os funcionarios foram admitidos.Espero que os tres comentarios pequenos a esclareçam.Tempo é dinheiro.Ex chefe de estação e de comboios na estrela de Èvora,Maurício Arrais.Abrantes.

  10. Ana Margarida says:

    Oh meu caro Maurício Arrais o senhor diz e bem "antigamente o horário de trabalho era de 12 horas domingos e feriados,e de noite enquanto ela dormia,e a minha família eu andava,as 24 horas em cima dum comboio." agora já não é assim!!
    Pois, mas para o meu pai e para a minha mãe ainda continua assim!!! Há dias que eu chego a casa e não vejo o meu pai, pois ele saiu ainda antes de mim de casa e só regressa no dia seguinte, pois está 24h a trabalhar, com a responsabilidade acrescida de ter pessoas a seu cargo!!!! Assim como ele, a minha mãe quando termina o serviço dela vai a comer pelo caminho, o restinho do jantar de ontem, para ir fazer mais umas horinhas numa outra instituição para que eu e o meu irmão possamos ter aquilo que temos. Regalias?? O que é isso?? TRABALHO!! Sem trabalho nada se consegue, pelo menos são estes os valores que me são transmitidos!!

    Meu caro, não podemos ficar presos no antigamente!! Existe uma coisa que se chama EVOLUÇÃO!!! E se há regalias que estão descontextualizadas há que as erradicar. E este princípio estende-se a TODOS, não especificamente aos funcionários da CP!! Como já referi noutros comentários, as pessoas viram-se com muito e não souberam poupar o que tinham, agora que se está a tentar nivelar as coisas manifestam-se e caiem numa situação de pobreza que se torna insustentável. Eu compreendo, mas comigo isso não aconteceu porque sempre me foram transmitidos VALORES!! TRABALHO, POUPANÇA!! E mais do que uma crise politica e económica, estamos a atravessar uma crise de VALORES muito grande!!

    Cada qual com as suas maleitas, ninguém se pode sair a rir de toda esta situação. Simplesmente podemos dar o nosso contributo, ou seja, TRABALHO, MUITO TRABALHO! O que a mim me revolta no meio disto tudo e por isso me levou a participar neste forum, é que os funcionários da CP estão constantemente em greve!! Constantemente a prejudicar as outras pessoas, as que trabalham!!!

    TODA A GENTE, eu repito, TODA A GENTE, sofreu cortes!! TODA A GENTE perdeu "regalias"!! Vêm outros funcionários públicos a revoltarem-se assim com tanta frequência e a prejudicar tanta gente?? NÃO!!! É só esta a minha revolta!!

    Oh meu caro os seus quatro comentários são tão extensos como o meu único!! Enquanto eu tenho as palavras todas bem orientadas na minha cabeça o senhor tem que se fundamentar e daí surgirem os 4 comentários separadamente e em períodos diferentes!! É só essa a diferença!! Resto de um bom dia!!

  11. Mauricio Arrais. says:

    Obrigado:Carissima Ana! Eu expliquei quasi tudo.O Administrador não é dono da CP.para anular um regulamento,feito pelo Estado por volta de 1906 ,cujas clausulas,previam as concessões,em que os ferroviarios foram admitidos,e tambem as concessões do Estado que eram as centenas de milhares.Parece que o Administrador já ofclausulas do REGULAMENTO GERAL DO PESSOAL, feito pelo Estado, em que os ferroviarios foram admitidos,e todas as entidades do Estado com concessões de 50% e 75acabou.Não sabe as responsabilidades dum chefe de combóio!Andar 24 h sem repouso!Ao longo da carreira apanhei uns seis dias de multa,por pequenas falhas.Ficaram-me a dever 874 horas extraordinarias como chefe de comboio levei o Dir.Alfredo Garcia duas vezes ao tribunal do trabalho na Av Almirante Reis,em Lisboa.Pelo 25 de Abril,fui convidado a chefiar a comissão de saneamento da CP mas não aceitei por andar doente.Disseram-me em Lisboa ,Arrais o senhor é a pessoa indicada para o saneamento,e eu respondi que não pedia alta ao medico.Chefe de comboio ou de estação,não é o mesmo qie estar numa secretaria en qualquer escritorio.

  12. Mauricio Arrais. says:

    Carissima Ana:Gostava que me acompanhasse 24h num comboio de mercadorias num mes de inverno.Era normal dormir tres noites fora de casa.Esta enganada TODA A GENTE não se pode comparar aos ferroviarios do MOVIMENTO.Os ferroviarios que andam nos comboios,tem uma responsabilida diferente de TODA A GENTE.O Regulamento foi feito pelo Estado e as clausulas abrangiam ferroviarios na sua admissão eTODOS os funcionarios do Estado.

    • Ana Margarida says:

      Na minha modesta opinião, cada um tem as suas funções e devidamente valorizadas!! Toda a gente tem responsabilidades diferentes!! Ninguém é mais importante que ninguém!! O médico quando utiliza um electrobisturi tem a responsabilidade de fazer uma correta intervenção, mas o senhor que lhe vendeu o electrobisturi também tem que se certificar que o aparelho está bem calibrado e não transfere potência a mais para o doente e não lhe provoca queimaduras graves, ou a auxiliar, tem que ter a preocupação de limpar bem o bloco entre cirurgias para evitar possíveis contágios entre doentes. Então e como esta gente toda se orientava se quando chegasse a casa não tivesse a sopa para o jantar?? Pois o agricultor também tem a responsabilidade de tratar das suas frutas e legumes para que possamos andar aqui todos contentes e a saborear comidinha saudável!!! TODOS TEMOS RESPONSABILIDADES.

  13. Mauricio Arrais. says:

    O administrador não é dono da CP,para anular o REGULAMENTO GERAL DO PESSOAL,pelo qual os ferroviarios foram admitidoQue circular ele enviou para as estações,anulando o REGULAMENTO?O REGULANENTO prevê tambem centenas de milhares de concessões ao Estado,como exercito,marinha,aviação,finamças,PSP,GNR,tribunaisetc.NENHUM Decreto Lei pode anular o REGULAMENTO GERAL DO PESSOAL,quanto mais um administrador!

  14. Mauricio Arrais. says:

    Depois em tribunal,que argumentos o administrador e o advogado do contencioso,vão apresentar ao juiz,para anular o REGULAMENTO,que preve as concessões dos ferroviarios e do Estado?Eu como fator de 1^classe,era equiparado a um 1º sargento do exercito,só que o vencimento era muito inferior por causa das concessões.O meu Titulo de Transporte,é GRATUITO em 2ª classe vitalicio.Fui convidado para chefiar a comissão de saneamento depois do 25 de Abril,não pude aceitar por andar doente.

  15. Mauricio Arrais. says:

    A PID tinha colegas que eram informadores,dos chefes no Barreiro e Lisboa.Ficaram a dever-me 784 h extraordinarias, com 25% levei a CP ao tribunal do trabalho em Lisboa.Queriam baixar-me de classe por seis meses,não conseguiram.Descontei durante 25 anos para ter concessões.E a reforma foi calculada no vencimento pequeno que tinha quando me reformei.Fala em cortes!Nenhum Decreto Lei ou circular do administrador,pode anular o REGULAMENTO GERAL DO PESSOAL,que regulamentou a admissão de todos os ferroviarios,a as concessões dos funcionarios do Estado,que são centenas de milhares.Cumprimentos.Ex chefe de estação e de comboios na estrela de Évora.Mauricio Arrais.Abrantes.

  16. Mauricio Arrais. says:

    Ainda cá volto.Os ferroviarios não são TODA A GENTE.A isto não se chama cortes,mas sim um ROUBO,que os ferroviarios descontaram nos seus vencimentos ao longo das suas carreiras,Não compare alhos com bugalhos.Não compare os ferroviarios dos comboios com un empregado de escritorio,que dorne todas as noites em casa,e não trabalha aos domingos e feriados.Cortar milhares de contos que os ferroviarios descontaram nos vencimentos ao longo de 30 ou mais anos,não volte a dizer tantas palavras que revelam ignorancia,sobre direiros dos ferroviarios e dos funcionarios do Estado.No tribunal é que o administrador vai com o advogado do contencioso,apresentar os argumentos ao juiz,porque cortou não sei bem como as concessões aos ferroviarios e o mais grave ao Estado.UM CORTE`´E UMA COISA,UM ROUBO,DE MILHARES SE EUROS AOS FERROVIARIOS E ESTADO, É OUTA MUITO DIFERENTE.O TRIBUNAL É QUE RESOLVE.Mauricio Arrais.Abrantes.

    • Ana Margarida says:

      Pois mas eu não estou a comparar com um empregado de escritório!!!!!!! Estou a compara-lo com um um auxiliar de acção médica, um médico, um técnico superior de saúde, com um policia, um guarda prisional!! Feriados??Domingos?? Sábados?? O que é isso para estes funcionários?? Dias IGUAIZINHOS aos outros!!! São dias de trabalho, há vidas de outras pessoas que estão em risco e tem que ser salvas e/ou salvaguardadas!!

      Já vi que o senhor só se manifesta com leis e decretos de lei e tribunais!! Eu apenas manifesto a minha opinião!! Também desconto e muito e todos lá em casa, mas enquanto me sentir realizada com a profissão que escolhi, enquanto for trabalhando, enquanto for tendo o meu tempo para ir ao quintal plantar algumas frutas e vegetais para comer, sou feliz!!!

      As crises são cíclicas, hoje estamos na mó de baixo mas eu acredito que haveremos de passar para a mó de cima, acreditando que nem todos voltem a chegar tão lá cima, terão que se adaptar à realidade de cada um!!

      É um gosto partilhar aqui consigo a minha modesta opinião.

  17. Mauricio Arrais. says:

    A Ana tem razão em abordar as greves,Quem resolve as causas são os tribunals.,o Snr Maló deve levar a CP a tribunal e o juiz decide.O Estado tem todos os seus funcionarios com concessões,exercito,marinha ,aviação,finanças,tribunais,PSP,GNR, com desconto de 50% e 75%,são centenas de milhares de transportes,muito mais que os ferroviarios,Eu estou descansado com a resolução do tribunal.O meu Tirulo de Transporte GRATUITO ,VITALICIO,tem o numero4771697.Fica a saber que os comboios em Portugal e Espanha são os mais seguros no Mundo para o terceiro milenio.Eu acredito na justiça.Ex chefe de estaçao e de comboios na estrela de Évora.Mauricio Arrais.

  18. Mauricio Arrais. says:

    Que eu saiba o REGULAMENTO GERAL DO PESSOAL,de 1906,com mais de 100 anos,pelo qual os ferroviarios foram admitidos na CP,não foi anulado por nenhum Decreto Lei.Como pode agora o Estado,ter bases no Orçamento de Estafdo,no seu artigo 144º,para excluir textualmente o transporte gratuito na ferrovia de trabalhadores das proprias empresas ferroviarias,de familiares e dos reformados.O Conselho de Administração,não pode bloquear nada.Eu tenho um Titulo de Transporte,GRATUITO,vitalicui.Mauricio Arrais.

  19. Mauricio Arrais. says:

    Não tive conhecimento por parte da CP,que o meu Titulo de Transporte ,GRATUITO vitalicio ficou sem validade ,pelo Artigo 144ª,no seculo vinte e um.Os ministros que levaram Portugal á ruina com 2800km de auto estradas,que vejam as concessões dos ferroviarios nos paises da Europa.Assim os Magistrados,judiciais e Ministerio Publico,continuam com as concessões,como á 100 anos.Saiu-lhe o euro milhões sem jogarem.Este Governo tem de ser demitido já,ou Portugal vai ao fundo,.As concessões do exercito,marinha,aviação,finanças,PSP.GNR,guarda fiscal,tambem foram excluidas?São centenas de milhares de concessões,roubadas ao Estado.Mauricio Arrais.Abrantes.

  20. Mauricio Arrais. says:

    Carissima Ana:EVOLUÇÂO é desenvolvimento progressivo,e RAZÃO é o resultado entre duas grandezas.Assim o Sindicato vai em breve levar a CP a tribunal,e o juiz na sentença dirá quem tem RAZÃO,se os ferroviarios se o Estado.Mauricio Arrais.Abrantes.

  21. Mauricio Arrais. says:

    Corrigir:RAZÃO:É o resultado da comparação entre duas grandezas.Mauricio Arrais.

  22. Mauricio Arrais. says:

    Sr.Henrique Costa:Não sei a sua profissão,mas pelo comentario,tenha mais conhecimentos,da vida dos ferroviarios,das suas responsabilidades,e das concessões que descontaram nos vencimentos e agora foram roubadas.A CP vai responder em tribunal pelo roubo de todas as concessões.O seu patrão tem que lhe cortar os seus direitos a ver se gosta,ou o leva para tribunal!Não compare a profissão de ferroviario com a sua!Ainda lhe digo mais,os comboios em Portugal e Espanha são dos mais seguros no Mundo para o seculo vinte e um.O COMBOIO É O TRANSPORTE TERRESTRE MAIS SEGURO,COMODO,ECONOMICO,NÃO POIUENTE.TRAMSPORTA,MAIS PASSAGEIROS,E MERCADORIAS,E È O MAIS RAPIDO NO MUNDO PARA O TERCEIRO MILENIO.A VIDA DUM PASSAGEIRO NÃO TEM PREÇO.Ex chefe de estação e de comboios na estrela de Évora.Mauricio Arrais.Abrantes.

  23. Mauricio Arrais. says:

    Snr.Costa:Em 150 anos a CP nunca teve lucros.Como sabe os ferroviarios trabalham, de dia ou de noite,enquanto o senhor dorme.Certamente oue ouve falar todos os dias no transito rodóviario,mas nunca no ferroviario.A CP ao longo de 130 anos foi sempre mal administrada,e á 50 anos a concorrencia da rodovia mais agravou as finanças.São precisas muitas carruagens de dois pisos,e vagons com o dobro da caixa,para 60t ou mais.Comboios em dupla tração de Sines e Setubal para a Europa.,para ter lucro.Enquanto os outros paises apostaram na ferrovia moderna,Portugal construiu 2800km de auto estradas,cemiterios de Portugal.Agora estamos por uma dezena de anos á beira da banca rota.Olhe que os direitos adquiridos foram pagos todos os meses e anos nos vencimentos.O Estado tem mais concessões,do que os ferroviarios.O Administrador da CP alega ao fim de 100 anos o carater imperativo da Lei do Orçamento do Estado,sobre concessões que foram todas pagas.O tiro vai sair pela culatra!O juiz á que vai ler a sentença ao Adninistrador da CP sentado no banco dos rèus.Ex chefe de estação e de comboios na estrela de Évora.Maurício Arrais.Abrantes.

  24. Mauricio Arrais. says:

    Meu bom Povo:Durante 25 anos habitei nos edificios .das estações de Entroncamento,Alvega,Portalegre,Vila Viçoza.Sousel.,Covilhã,Guarda.Azaruja,Machede,Èvora,e nunca paguei renda á CP.Nunca paguei o transporte da mobilia em todas as deslocações.A CP tinha bairros para os ferroviarios como.Camões umas dezenas de moradias no Entroncamento,em 1930,em Evora,Casa Branca,,Vendas Novas,Barreiro,Vila Viçoza,Casa Branca tinha escola.A CP tinha varios armazens de viveres para abastecer os ferroviarios,de todas as estações,Evora,Casa Branca,Beja,Barreiro,Entroncamento,Abrantes.Estas estações tinham armazem,que enviavam as mercearias pedidas por caderneta de viveres,que era descontada no vencimento do mes.Quando falecia ao serviço,tinha transporte gratis para a estação mais proxima do cemiterio.Ate pagavam o funeral.Antonio Salazar,que não morria de amores pelos ferroviarios,nunca roubou as concessões ao longo de 50anos.Foi porque viu que eram atribuidas pelas clausulas do Regulamento Geral do Pessoal,que já estava em vigor á alguns anos.É urgente levar a administração a tribunal.Já o fiz duas vezes á muitos anos,mas agora não poço,moro muito longe.Mauricio Arrais.Abrantes.

  25. Mauricio Arrais. says:

    Ana Margarida:Não comente aquilo que não é do seu conhecimento.Não compare um chefe de estação,um maquinista ou um chefe de comboio,com um policia ,um escritorario,um sargento,um funcionario das finanças ou dos correios.Os ferroviarios trabalham de dia ou de noite,quando está a dormir.A responsabilidade destes tres agentes que mencionei,durante oito horas são a segurança de centenas de vidas.Mauricio Arrais.Abrantes.

    • Ana Margarida says:

      Desculpe, mas o senhor entende português?? É melhor voltar a ler o meu comentário, que passo a citar:
      "Pois mas eu NÃO ESTOU a comparar com um empregado de escritório!!!!!!! Estou a compara-lo com um um auxiliar de acção médica, um médico, um técnico superior de saúde, com um policia, um guarda prisional!! Feriados??Domingos?? Sábados?? O que é isso para estes funcionários?? Dias IGUAIZINHOS aos outros!!! São dias de trabalho, há vidas de outras pessoas que estão em risco e tem que ser salvas e/ou salvaguardadas!! "
      Estes profissionais não são, também, a segurança de centenas de pessoas/vidas??
      Desculpe a minha sinceridade mas o senhor parece uns animais que eu conheço que só olham em frente e não vêm o que se vai passando ao lado deles!!!

      Santa ignorância!!!!

  26. Mauricio Arrais. says:

    Desculpe ,fui aluno da escola industrial Afonso Domingues,em Lisboa sendo um aluno com distinções,o portugues era o meu fraco. nos anos 1940.Santa ignorância digo eu,Para uma pessoa que não percebe de comboios,fazer comentarios.Não compare serviços medicos com comboios:O meu filho trabalha no hospital de Èvora,e fui lá mal tratado mais de 40 anos.O Dr Matono levou um ano para me curar duma constipação e era o chefe do posto medico.Um enfermeiro deu-me uma ingeção na perna em cima do nervo ciático,ninguem assumiu a responsabilidade.Então compara-me com uns animais que conhece.,que só olham em frente? Talvez seja o caso do seu pai.Eu tenho 86 anos não admito ser insultado,por pessoas desconhecidas,e que revelam desconhecimento nos comenários que escrevem.Ex chefe de estação e de comboios na estrela de Évora e ex furriel miliciano de artelharia.Mauricio Arrais.Abrantes.

    • Ana Margarida says:

      Eu não preciso de saber rigorosamente nada de comboios, apesar de saber, para constatar o que é óbvio!! A sua tremenda falta de respeito pelos restantes profissionais!! Sem pessoas, os comboios não seriam precisos para nada, portanto dea-se ao respeito de respeitar as pessoas que os utilizam e que lhe davam emprego quando trabalhava e que dão aos seus colegas que ainda estão no activo!!

      Peço imensa desculpa, mas a conversa é comigo e consigo NENHUM DOS MEUS FAMILIARES (NEM DOS SEUS) É PARA AQUI CHAMADO!! Isso releva de si um desespero extremo de se justificar, utilizando para isso o seu baixo nivel. Lamento informá-lo mas paciência é um dos meus fortes, e capacidade de ignorar pessoas mal formadas também!!

      De certo que se tivesse a EXCELENTE formação que o meu pai tem não falaria dessa maneira!!

  27. Mauricio Arrais. says:

    È falta de educação,perguntar a um ex cehefe de estação ,chefe de comboio,ex furriel miliciano,reformado com 86 anos,se entende português?Deve fazer a pergunta ao seu pai,talvez com mais razão.Não me conhece de lado nenhum.Um medico é um profissional superior,atende 15 ou 20 doentes,não estão todos em perigo.Um maquinista sai de Lisboa Oriente,com um comboio com seis carruagens com 400 passageiros,não pode aver uma falha.as vidas estão em perigo.Eu expliquei nos comentarios,que as viagens,foram pagas pelos ferroviarios dos seus vencimentos,ao longo de 100 anos não podem ser retiradas.(roubadas).A senhora é que é um animal dos que eu conheço que só olham em frente..Não tem conhecimentos para responder aos meus comentarios.Revela ignorância total do que é a profissão dum ferroviario..Ex chefe de estação,de comboios e ex furriel miliciano de artelharia 3 Evora.Mauricio Arrais Abrantes.

  28. Mauricio Arrais. says:

    Já expliquei que as concessões dos ferroviarios,foram deduzidas nos seus vencimentos pelo Estado,quando as linhas do Sul e Sueste eram Patrimonio do Estado.Os ferroviarios eram seus funcionarios e estavam equiparados aos do exercito nas categorias,mas devido as concessões inerentes á profissão ser diferente,teve de reduzir o vencimento Em 1956 meu pai ganhava como fator de 1ªclasse 1.600$00 e tinha de descontos 460$00.Estava equiparado a um 1º sargento do exarcito.Nesse mes chefiou a estação e teve de multa 15$00.Osferroviarios eram o inimigo numero um de Antonio Salazar,que em 50 anos nunca retirou as concessões aos ferroviarios e ao Estado,que tinha mais.O Artigo 144º é inconstitucional por violar as clausulas do Regulamento Geral do Pessoal ,que foi elaborado pelo Estado,quando admitiu os ferroviarios,para as linhas do Sul e Sueste.O x58 era o livro das multas que ia de dez escudos a dias de multa,baixas de classe,transferência de castigo,e demissão.

  29. Mauricio Arrais. says:

    O Artigo 144º é inconstitucional.porque.viola apenas uma clausula,do Regulamento Geral do Pessoal elaborado pelo Estado á mais de 100 anos alnda em vigor..Sendo assim que argumentos tem o administrador,para enviar circular para todas as estações,a suspender as viagens aos ferroviarios e familias em vigor á mais de 100 anos.Como ficam as concessões das viagens para o estrangeiro?Não fui avisado da nulidade do meu Titulo de Transporte ,GTATUITO votalicio.Ex chefe de estação e de comboios na estrela em`Evora.Mauricio Arrais.

  30. Mauricio Arrais. says:

    O meu primeiro comentario foi dirigido a Portugueses,e agora fui ofendido,por uma desconhecida Ana Margarida.que é ignorante em assuntos ferroviarios.Não admito mais ofensas de pessoas mal educadas.Caso permitam eu deixo de comentar.Mauricio Arrais.Abrantes.

  31. Mauricio Arrais. says:

    Portugueses:Corrijo: No boletim de vencimento de 1950 de meu pai não foi feito desconto de 60$00 para construção e conservação de casas.No boletim de Agosto de 1956,já vem o desconto de 60$00.Os meus boletins desde 1950 tem o desconto de 60$00,para construção e conservação de casas.As minhas desculpas.Ex chefe de estação e de comboios na estrela em Èvora.Mauricio Arrais.Abrantes.

  32. Mauricio Arrais. says:

    Portugueses:No dia 7 de Maio de 1982,foi-me devolvido a importancia de 26.085$00,pela Caixa Nacional de Pensões,de rendas de casas pagas indevidamente ao longo dos anos.Ganhei a ação em tribunal, com o patrocinio do Dr. Oscar Monteiro .Prova de que os ferroviarios tinham,direito a habitação,segundo o Regulamento Geral do Pessoal..Eram concessões previstas,nas clausulas do Regulamento.Julgo que as empresas ferroviarias dos paises da Europa,tambem fazem concessões aos seus funcionarios..O Estado tem mais concessões,do que os ferroviarios.IO tribunal é que vai dizer de sua justiça.Mauricio Arrais.Abrantes.

  33. Mauricio Arrais. says:

    Portugueses:Para provar que as concessóes estão previstas no Regulamento,a Caixa Nacional de Pensões,no dia 17 de Maio de 1982,devolveu.me 26.085$00,.Cobrou.me durante anos por mes indevidamente 60$00 +para construção e conservação de cassas.Foi o Dr Oscar Monteiro,Av, João Crisostomo, n 79 4ª Dtºo meu advogado..Foi feita justiça.Mauricio Arrais.Abrantes.

  34. Ana Margarida says:

    Não se chateie senhor Mauricio Arrais, estamos apenas a comentar um facto. Eu tenho a minha opinião, o senhor tem a sua e certamente haverá pessoas com pontos de vista diferentes do nosso.
    É preciso ter a inteligência para ouvir a opinião dos outros e respeitá-la, mesmo que seja contrária à nossa. É o que se chama usualmente de Liberdade de Expressão.

    Não precisa de se revoltar dessa maneira e dizer que não apresenta mais os seus comentários!! Todos temos o direito de nos expressar, já que é um lutador pelos seus direitos, não se exclua deste!!

  35. Ana Margarida says:

    Não se chateie senhor Mauricio Arrais, estamos apenas a comentar um facto. Eu tenho a minha opinião, o senhor tem a sua e certamente haverá pessoas com pontos de vista diferentes do nosso.

    É importante termos a capacidade de aceitar e respeitar a opinião dos outros, mesmo que seja contrária à nossa.. . . Liberdade de Expressão!!!

    Mas é com desagrado que vejo que vai deixar de exprimir a sua opinião. Já vi que é um defensor dos seus direitos, por isso não se prive deste.

  36. Mauricio Arrais. says:

    Obrigado por terem já adiantado o comentario.Eu nunca fui ofendido ´por superiores,agora ser tratado por animal,por desconhecida,com o consentimento de quem orienta os comentarios,e´grave.O seu comentario ofensivo foi retirado.Eu já comentei o sufeciente -O roubo das concessões das viagens,está já em tribunal e o juiz é que le a sentença a
    á ré CP,na pessoa do seu administrador.O seu desagrado,era pedir desculpa,pela falta de educação,no comentario.A minha inteligencia deu para ser chefe de estação,de comboios,ex furriel miliciano de artelharia,levar duas vezes o administrador da C P ao tribunal do trabalho,e ser convidado para chefiar a comissão de saneamento da C P pelo 25 de Abril.Não aceitei por doença.Quanto a greves até os medicos fazem!Ex chefe de estação e de comboios na estrela em Évora em 1970. . Maurício Arrais.Abrantes.

    chefe de estação ms

    e comboios,

    ucação

    • Ana Margarida says:

      Se se sentiu ofendido eu peço imensa desculpa, não era intenção. Mas agradeço que peça igualmente desculpa ao meu pai, uma vez que em momento algum me referi aos seus familiares, e até porque a conversa era entre mim e o senhor e deste modo, recorrer aos meus familiares para me ofender denota de si uma tremenda falta de civismo.

      Em relação à minha falta de educação, peço desculpa, mas volto a discordar consigo!!! Em momento algum fui mal educada!! Simplesmente expressei a minha opinião e constatei que o senhor se sente, por ter exercido a profissão que exerceu, superior a todos os restantes trabalhadores, e isso eu não consigo entender de maneira nenhuma!!!

      E volto a referir, deve ser inteligente o suficiente para RESPEITAR a opinião dos outros!!

      Espero, em outras circunstancias voltar a trocar opiniões consigo sobre outros assuntos, seria um gosto, de certo terá opinião formada sobre outros assuntos e poderá partilhar a sua opinião noutras áreas.

      P.S.: animais somos todos, uns racionais e outros irracionais!!!!

      Cumprimentos
      Ana

  37. Mauricio Arrais. says:

    Antonio Maló:Todos os ferroviarios e familias,que paguem bilhete inteiro,devem pedir o livro de reclamações.Sem aviso previo,na bilheteira foi cobrada a importancia x de Coimbra para Lisboa Oriente,comboio nº….. dia 17 de Maio de 2013,.Apresentei o titulo de transporte Gratuito vitalicio nº4771697.que consideraram nulo.Sendo uma cobrança abusiva,peço a devolução da referida importancia.Foi estabelecido o bilhete nº,,,,para o comboio nº….em 17 de Maio de 2013.Mauricio Ventura da Luz Arrais.Rua D Antonio Prior do Crato n º286 1º Dtº.Abrantes.

  38. "… não tendo dado hipótese aos polícias para desbloquear a linha." Que polícias mais panhonhas!!! Já se sabe que a PSP deixou de existir em Coimbra desde que a Polícia Municipal se instalou na cidade. Sendo assim, desertem!!!!!!!!!! Com agentes e Polícias assim não fazem falta em parte nenhuma do país!!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*