Excelência na investigação científica reuniu-se em Coimbra

Posted by

tecnologia

Os 53 centros nacionais de excelência na investigação científica reuniram-se hoje, em Coimbra, para constituírem um organismo único que os represente e debata com o Governo as políticas para o setor, disse fonte da organização.

“Pretendemos ser uma voz ativa sobre a política científica em Portugal junto do Governo e da Fundação para a Ciência e Tecnologia”, disse hoje à agência Lusa António Fernando Silva, diretor do Centro de Investigação em Química da Universidade do Porto (UP).

O docente da Faculdade de Ciências da UP adiantou que a reunião de hoje pretendeu avançar para a criação de um conselho coordenador, onde os 53 centros de investigação científica nacionais classificados de “excelente” na última avaliação internacional estejam representados.

Segundo a organização do encontro, estes centros de investigação de excelência – parte das cerca de três centenas de unidades de Investigação e Desenvolvimento (I&D) existentes em Portugal – “por razões de estratégia própria ou de condicionalismos políticos externos” estão fora da rede de 26 laboratórios associados.

“Os laboratórios associados organizaram-se mais cedo, são frequentemente ouvidos na definição das políticas, têm esse poder de influência”, afirmou António Fernando Silva.

Notou, no entanto, que os laboratórios associados representam “sensivelmente um quinto” das unidades de I&D existentes e que, de acordo com os promotores do encontro de hoje, o seu futuro operacional “é uma incógnita” na atual situação de crise e com “muito poucos meios” financeiros alocados ou à disposição da investigação científica.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.