Eu, deputado – Medicinas complementares

Posted by

SERPA OLIVASerpa Oliva 

Foi criado a nível da Comissão de Saúde o Grupo de Trabalho – Terapêuticas não-convencionais para discussão na especialidade da proposta de Lei que prevê a regulamentação da prática das medicinas complementares, grupo para o qual fui nomeado coordenador.

Esta proposta de Lei, emanada do Governo, vem finalmente preencher uma lacuna que se arrastava desde a Lei n.º 45/2003 de 22 de agosto (de outro Governo PSD/CDS) e que tinha reconhecido como profissões o acupuntor, o fitoterapeuta, o homeopata, o naturopata, o osteopata e o quiroprático. São milhares os profissionais envolvidos que veem finalmente uma luz ao fundo do túnel, no sentido da regulamentação da sua atividade.

Trata-se de uma matéria complexa, atendendo às muitas organizações envolvidas, mas que não deixa de me criar uma enorme expectativa, na medida em que, segundo alguns números, cerca de dois milhões de portugueses recorrem a estes profissionais. Esperam-nos longas horas de audições que vão desde a Ordem dos Médicos, passando pela Ordem dos Enfermeiros, bem como representantes das várias áreas abrangidas.

Com a regulamentação destas profissões vão seguramente ganhar todos os profissionais que se mostrarem habilitados para as exercer, pois, de uma vez por todas, se irá separar o trigo do joio. Em última análise, os doentes, de forma muito mais confiante, podem optar por quem de direito.

Trata-se de mais uma Lei que nos leva no bom caminho e, seguramente, de uma boa notícia para o todo nacional. Para quem demagogicamente, e sem saber o que diz, afirma que os deputados nada fazem, aqui fica mais um exemplo do muito que se faz longe dos holofotes dos media. Gostaríamos que esta Lei no final fosse aprovada com a unanimidade de todos os grupos parlamentares.

Deputado do CDS

One Comment

  1. muito bom reconhecer a medicina alternativa e complementar,mas o que os deputados precisava fazer era com que os medicos alopatas tradicionais fizessem uma consulta melhor,pois consulta de 3 minutos não se resolve nada,o medico parece que tem nojo de por as mãos no paciente pois o paciente entra no consultorio e o medico está sentado e sentado ele fica,não levanta nem pra consultar o paciente,só sabe pedir exames e depois receita as porcarias de sempre,,,, omeprasol,,dipirona,,xarope pra tosse é muito melhor ir no farmaceutico do que passar pelos medicos dos postos de saude!VERGONHA!VERGONHA!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*