Trânsito circula com dificuldades na Guarda devido ao gelo e à neve

Posted by
Foto Helder Sequeira

Foto Helder Sequeira

A neve e o gelo estão a dificultar o trânsito nos acessos à cidade da Guarda e a exigir muitas precauções a quem circula nas estradas do distrito, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS).

Segundo a fonte, durante a noite ocorreu a formação de gelo e a circulação rodoviária é feita com muita prudência nas vias da região.

Na autoestrada A25 (Aveiro/Vilar Formoso), onde os limpa-neves atuaram durante toda a noite, entre o nó do IP2/Celorico da Beira até Vilar Formoso, os veículos “só circulam na via da direita” devido ao gelo.

Ainda na A25 “o trânsito circula muito lentamente entre os nós de Guarda e de Pinhel” e, no sentido Guarda/Viseu, “há formação de gelo nas zonas das pontes”.

O CDOS refere que os veículos são aconselhados a “circular sempre pela via da direita” e os pesados não devem ultrapassar a velocidade de 30 quilómetros por hora nem devem fazer ultrapassagens.

Na autoestrada A23 (Guarda/Torres Novas), também se circula “com muita precaução”, segundo o CDOS da Guarda.

Com a formação de gelo no troço entre os nós de Pinhel e de Benespera, sobretudo na zona de túneis, é aconselhável a circulação pela faixa da direita.

A Estrada Nacional 18 (Guarda/Covilhã) está interdita ao trânsito no sentido Belmonte-Guarda, no troço entre o cruzamento de Benespera e a cidade da Guarda, também devido ao gelo, disse a fonte.

Ainda de acordo com o CDOS, o acesso à cidade da Guarda “faz-se principalmente pela VICEG – Via de Cintura Externa da Guarda e pela Avenida Rainha D. Amélia”, existindo “dificuldades a partir daí”.

Os condutores são aconselhadores a circular “sempre com precaução” e “de preferência fazendo o uso de correntes de neve nos pneus”, disse.

Durante a noite, os meios da proteção civil espalharam sal-gema com o objetivo de derreter a neve e o gelo, “mas como as temperaturas estão muito baixas, não faz efeito”, indicou o CDOS.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.