PSD/Anadia contra entrega do hospital à Misericórdia

Posted by

JOSE MANUEL RIBEIRO

O PSD de Anadia, liderado por José Manuel Ribeiro, insurgiu-se esta terça-feira contra a possibilidade do hospital local ser entregue à União das Misericórdias, considerando que “já bastou o encerramento criminoso das urgências pelo Governo de Sócrates“.

Alegando possuir informação de que o atual Governo se prepara para entregar a unidade à União Geral das Misericórdias, a comissão política concelhia do PSD manifesta-se em “total desacordo” e afirma “não poder ficar indiferente na defesa dos interesses do município”.

“O PSD/Anadia é completamente contra qualquer processo que debilite o nosso hospital e tudo fará para contrariar tal situação. Já bastou o ataque de que foi alvo por parte do governo socialista de José Sócrates, quando efetuou o “criminoso” encerramento das urgências, o que abriu a porta à degradação da importância do hospital”, comenta a concelhia, num comunicado assinado por José Manuel Ribeiro.

O líder do PSD de Anadia, que foi deputado à Assembleia da República, protagonizou, na época, várias iniciativas parlamentares contra o fecho das urgências e participou nas manifestações populares contra o encerramento, decidido pelo então ministro da Saúde, Correia de Campos.

Agora, José Manuel Ribeiro promete “lutar até ao limite” para manter o hospital José Luciano de Castro na esfera pública e desafia outras forças locais a secundarem a posição do PSD de Anadia.

Trata-se de “um hospital exemplar, que apresentou no final de 2012 um resultado líquido positivo, que não tem endividamento bancário, e que paga aos seus fornecedores a 30 dias”, salienta, acrescentando que “à boa situação financeira deve ser realçado o seu enorme valor na prestação de cuidados de saúde de elevada qualidade, ministrados por profissionais empenhados, devotados e competentes, cujos postos de trabalho não podem estar em causa”.

Nos dados coligidos sobre aquela unidade hospitalar, o PSD de Anadia indica que em 2012 foram operadas 863 pessoas, com um aumento significativo em relação ao ano anterior, e ali trabalham 132 funcionários, respondendo estes por 11 especialidades.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*