Nasceu a filha do catequista solteiro que foi suspenso pelo padre de Liceia

Posted by

11 catequese

Com o nascimento, anteontem, da filha do catequista Ricardo – afastado pelo pároco de Liceia, Montemor-o-Velho, ao saber que a criança tinha sido concebida fora do casamento – a polémica na aldeia redobrou de intensidade.

As mães das crianças que frequentam a catequese revelaram ontem, à reportagem do DIÁRIO AS BEIRAS, o seu descontentamento pela suspensão de funções, alegando que Ricardo é muito querido por todas as sete crianças que assistem às reuniões, tanto mais que continuam a ir “aulas” da igreja aos sábados de manhã, mesmo já tendo concluído a profissão de fé.

Versão completa na edição impressa

 

6 Comments

  1. É assim que a Igreja católica trata os seus seguidores? É assim que evangeliza e conquista novos seguidores? Não; se Jesus perdoou, que puder tem um padre para punir? Deus não lhes deu o puder de punir, mas sim, o poder de ajudar e perdoar. Não é assim que a Igreja católica, vai conseguir novos seguidores, escorraçando os seus dicipulos. Isto só pode ser um padre do antigamente, com sede de poder, que não admite falhas, e se agarra a tudo o que pode para demonstrar seu poder, que não passa de um poder estúpido, quando exercido dessa forma nos tempos que correm. Um padre que não ajuda, não aconselha, não perdoa, e escorraça da Igreja um dicipulo, que ele (padre) acha que falhou, mas que ele( padre) tem o dever de perdoar, e em vez disso expulsa da Igreja, não é padre. Está a seguir o caminho errado para que foi mandatado. E concerteza que os seus telhados tambem não serão de um vidro assim tão transparente que possa pôr toda a sua vida privada ao dispôr da comunidade que o rodeia. Só Deuso sabe.

    • Zé da Gândara says:

      O padre já tinha idade para ser bem mais sensato ou foi mesmo ultrapassado pelo andar da linha do tempo… depois… tem pessoas à sua beira que sendo naturais da terra que são… bem… não são más pessoas porque nem boas para si próprias conseguem ser… não fazem mal a ninguém quando estão a fazer bem a essas mesmas pessoas (quando?)… Sendo o padre assalariado da ICAR, bem que a ICAR o poderia reformar mas tendo em conta que a ICAR não terá um fundo de pensões como por exemplo o fundo de pensões da Ordem dos Advogados ou mesmo o fundo de pensões do Sindicato dos Bancários, o pobre senhor padre tem de trabalhar até ao limite conforme fez o Papa João Paulo II… É uma recriação cénica da Paixão de Cristo e da Via Sacra… O senhor prior também carregará uma enorme cruz tal como Jesus Cristo carregou a cruz em que foi crucificado…

  2. Se o mesmo catequista, que por sinal é solteiro mas que já é pai, fosse pedófilo… seria tão discriminado e enxovalhado pela Igreja, ou neste caso por alguém em nome da mesma???…. Lamentável!

    • Zé da Gândara says:

      A pedofilia anda por estes dias a ser combatida com punho de ferro pela ICAR… Uma verdadeira "Noite dos Cristais"!

  3. Não creio que o padre o expulsou da igreja, mas afastou-o da função. A disciplina na igreja existe para os seguintes propósitos: Advertir o ofensor de mais e mais graves consequências (1Cor 11:30-31). Recuperar, reganhar o ofensor (Mat 18:15; 1 Cor 5:5; 2 Cor 2:6-8; Gal 6:1).Combater o fermento infectante e favorecer a pureza da igreja e da sua adoração (Jos 7 (Acã);1 Cor 5:6-8). Desestimular outros de pecarem (Dt 13:11; 17:12-14; 1 Tim 5:20), e evitar o castigo de Deus contra a igreja local (Jos 7:1,13; Apo 2:14-15). Na disciplina existe o exercício do perdão, para aquele que expressar arrependimento e demonstrar retidão (Mt 18:15-22).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.