Movimentos Independentes exigem igualdade de tratamento em relação aos partidos

Foto Luís Carregã

Foto Luís Carregã

A Associação Nacional dos Movimentos Autárquicos Independentes (AMAI) exige a igualdade de tratamento nas candidaturas em relação aos partidos políticos.

“Não queremos retirar direitos aos partidos. Só queremos paridade”, afirmou Pedro Marques, presidente da associação.

Em causa, o facto de apenas os partidos terem isenção de IVA e benefícios fiscais, ao contrário do que acontece com as candidaturas independentes.

Além disso, “os movimentos independentes não podem ter símbolo nos boletins de voto”, o que “penaliza” a candidatura”, acrescentou José Carlos Garrucho, elemento do Movimento Autárquico de Renovação (MAR) de Mira.

Versão completa na edição impressa

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*